1. ANA TEREZA disse:

    Quando olhamos somente o desatino que julgamos esta sendo cometido pelo individuo tendemos a vê-lo como sujeito sem direito. Entretanto ao destacarmos: o meio em que vive e foi criado, a oportunidade de estudo, emprego, moradia, alimento e principalmente o direito de COMER, “Direito humano a alimentação adequado” hoje garantido na Constituição Brasileira, concluímos que esse individuo é também vitima do sistema perverso e insensível desenvolvido em um pais que ate o direito de se alimentar com dignidade precisa ser garantido em lei. a marcha da maconha talvez venha para fazer refletir: quem é favorecido pela proibição? o fato de ser proibido inibe o uso? quem ganha e quem perde ? ate que ponto a comercialização da maconha não é mercado livre????????
    Que pais é esse?

Deixe um comentário!