[ setembro, 2008 ]



Guaranis pedem apoio em Niterói

Comenta! »

Por Gustavo BarretoO Conselho Comunitário da Baía de Niterói (CCOB) está organizando abaixo assinado em favor da permanência e demarcação da área do acampamento Guarani em Camboinhas.

É possível assinar clicando aqui.


Exploração Sexual

Comenta! »

Entre os dias 25 e 28 de novembro, o III Congresso Mundial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes vai acontecer no Rio de Janeiro.

A ONG brasileira Projeto/Revista Viração, parceira do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) na área de Comunicação Jovem, está estimulando a participação de adolescentes por meio de um blog especialmente pensado para isso (clique aqui). A página está em português, espanhol ou inglês.

“Queremos receber as produções de todo o mundo, desenvolvidas por adolescentes, como vídeos, textos, poemas, desenhos e por aí vai, com o objetivo de criar um debate não apenas entre adolescentes que estão ou que sofreram violência sexual, mas por todos”, explicam os coordenadores.

Coordenação: Vivian Ragazzi/Paulo Lima/Camila Caringe. E-mails: [email protected], [email protected], [email protected] ; Telefones: (11) 3567-8687 / 3237-4091. Skype: congresso_rio . Informações pelo www.revistaviracao.org.br


Democratização da comunicação no Rio

Comenta! »

Por Gustavo BarretoO deputado federal e candidato à Prefeitura pela Frente Rio Socialista (PSOL/PSTU), Chico Alencar, está convocando toda a imprensa popular, alternativa, comunitária, sindical e nanica, além de blogs, para uma entrevista coletiva, a ser realizada no dia 9 de setembro, às 17h30, na Rua do Ouvidor 50, 5° andar.

Chico é um histórico defensor da democratização dos meios de comunicação. Na Câmara dos Deputados, foi recentemente aprovado, na Comissão de Constituição e Justiça, seu projeto que estabelece o dia 3 de maio como o Dia Nacional das Televisões e Rádios Comunitárias.

Como prefeito, pretende estimular a ampliação das possibilidades de democratização da produção de informação no Rio de Janeiro.


Mônica Salmaso lança CD e DVD inéditos

Comenta! »

Mônica Salmaso lança seu segundo CD e DVD inéditos pela Biscoito Fino – Noites de Gala, Samba na Rua – dedicado ao repertório de Chico Buarque.

Os espetáculos acontecem nos dias 08, 09 e 10 de setembro (segunda, terça e quarta), às 19h30.

O disco foi todo gravado ao lado do quinteto Pau Brasil, formado por Nelson Ayres (piano), Paulo Bellinati (violão e cavaquinho), Teco Cardoso (sax e flauta), Ricardo Mosca (bateria e percussão) e Rodolfo Stroeter (baixo e produção do álbum).

A química entre a voz precisa de Mônica, a sonoridade jazzística do Pau Brasil e as canções de Chico Buarque perpassa quatro décadas de criação do maior compositor brasileiro.

Compositor cultuado por Mônica desde o início de sua carreira, Chico Buarque convidou a cantora para participar de seu mais recente CD, “Carioca”, com quem dividiu os vocais em “Imagina”.

O Teatro Municipal Carlos Gomes fica na Praça Tiradentes s/n – Centro, Rio de Janeiro. Telefone: (21) 2232-8701. Classificação etária: livre.


A razão e a fé na CBN

Comenta! »

O comentário é de Luis Nassif:

Curioso o diálogo entre Carlos Heitor Cony e o Artur Xexéo, mediado pelo Heródoto, na CBN. Heródoto levanta o tema da escuta “da ABIN”.

Cony diz que não existe nenhum indício mais concreto de que foi a ABIN, que poderia ser o próprio Daniel Dantas, que não há nenhuma prova taxativa sobre a autoria do grampo.

Xexéo diz que foi a ABIN porque ele “acredita na Veja” e jamais a revista soltaria uma matéria dessas sem ter certeza. Cony levanta o exercício salutar da dúvida. E Xexéo o exercício sólido da fé.

Clique aqui, porque é uma síntese perfeita dos argumentos de lado a lado: dos que falam em grampos da ABIN e dos que, mais cautelosos, preferem falar em “supostos grampos”, a diferença entre o exercício elementar da dúvida e a adesão cega da fé.

Segundo Xexéo, se a reportagem disse que foi a ABIN, cabe à ABIN provar que não foi ela. Cony insiste que, se foi a ABIN, que todos sejam punidos. Mas a história mostra que Daniel Dantas, no passado, abasteceu a Veja e outros jornalistas de informações de cocheira.

Xexéo: “Se não foi a ABIN, alguém está usando a Veja”.

Cony: “Não seria a primeira vez”.

E Xexéo: “Mas a Veja não é boba”.

Clique aqui, e veja como é cada vez mais difícil o exercício da razão nesse nonsense para esconder o elefante debaixo do tapete.

Aqui, um comentário do Arnaldo Jabor, que também comete o desatino de ver os fatos como eles são.