[ setembro, 2008 ]



A Imprensa discute a Imprensa

Comenta! »

A partir das 19h de hoje, o ciclo de conferências “A Imprensa discute a Imprensa”, realizado pela Associação dos Servidores da Imprensa Nacional e pelo jornal Correio Braziliense, debaterá o tema “A Mídia e o Brasil de 68”, que será analisado por cinco grandes nomes do jornalismo brasileiro.

A sexta edição do ciclo “A Imprensa discute a Imprensa” será realizada no Auditório D. João VI, da Imprensa Nacional, em Brasília, a partir das 19 horas, com entrada franca. A mesa-redonda será transmitida pela internet por meio do portal da Imprensa Nacional (www.in.gov.br).

A partir das 19h de hoje, o ciclo de conferências “A Imprensa discute a Imprensa”, realizado pela Associação dos Servidores da Imprensa Nacional e pelo jornal Correio Braziliense, debaterá o tema “A Mídia e o Brasil de 68”, que será analisado por cinco grandes nomes do jornalismo brasileiro.

Os debatedores serão os jornalistas Raimundo Rodrigues Pereira, Ciro Marcondes Filho, Carlos Chaparro, Juliana Gesuelli e Carlos Marcelo.

Raimundo Rodrigues Pereira dirigiu jornais progressistas entre 1964 e 1984, como, por exemplo, o “Opinião” e o “Movimento”. Foi repórter da revista “Realidade”, fez parte da equipe de jornalistas que criou a revista “Veja”, junto com Elio Gaspari, e, hoje, coordena editorialmente a revista “Retrato do Brasil”.

Internautas poderão participar com perguntas e comentários enviados para o e-mail [email protected]


Eleições no Rio

Comenta! »

A UFRJ recebe hoje (10) a candidata à Prefeitura do Rio, Jandira Feghali, para expor seus projetos e debater com a comunidade acadêmica.

O Fórum de Ciência e Cultura está convidando outros candidatos. O próximo será o historiador e deputado federal Chico Alencar, que é professor licenciado da própria Universidade. Ele fala amanhã (11), das 14h às 16h.

O horário é de 18h às 20h e o local é o Auditório Pedro Calmon (Avenida Pasteur, 250, Praia Vermelha).


O desprezo pela vida, em um computador perto de você

Comenta! »

Por Gustavo BarretoNunca é demais denunciar a espetacularização do jornalismo, sempre disponível a promover o apequenamento da política, por exemplo. A lógica da manchete acima, registrada há pouco no Portal iG Eleições, trata uma intervenção militar – que, para as pessoas pobres das regiões atingidas, representará uma violência e implica na utilização da armas de fogo e provável batalha constituída – como uma “estréia”. Tiveram a gentileza de colocar as aspas.

É claro que estréia pode indicar inauguração, abertura de algo, mas frequentemente aparece relacionada a uma atividade artística, cultural. Em outras palavras, um espetáculo. O público alvo do Portal iG, que em sua absoluta maioria não será atingido pela “estréia”, de fato pode se servir da idéia de que isso é um filme e que, portanto, estão no direito de agirem como espectadores.

Cai por terra a idéia de que a “Comunicação é uma missão social. Por isto, juro respeitar o público, combatendo todas as formas de preconceito e discriminação, valorizando os seres humanos em sua singularidade e na luta por sua dignidade”. Está prevista no juramento profissional dos jornalistas. Frequentemente ignorado pela imprensa hegemônica, infelizmente.


Michel Maffesoli na Biblioteca Nacional

Comenta! »

Os Programas de Pós-graduação em Comunicação da UFRJ, UERJ, UFF e PUC-RJ se reuniram para trazer ao Rio o professor Michel Maffesoli, da Universidade de Sorbonne, Paris.

Ele aborda a comunicação no quadro das ciências sociais de hoje, nesta quarta (10), no Auditório da Biblioteca Nacional.

O evento será das 14h às 16h. A Biblioteca Nacional fica na rua México.


Jesús Martín-Barbero na UFRJ

Comenta! »

Por Gustavo BarretoO Programa de Pós-graduação da Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ oferece durante toda essa semana uma disciplina compactada, ministrada pelo professor Jesús Martín-Barbero.

O tema do curso é “Cartografias da sensibilidade e da tecnicidade”. As aulas acontecerão de 10h às 13h (segunda a sexta), no Auditório Anísio Teixeira da Faculdade de Educação, localizada no campus da Praia Vermelha – Avenida Pasteur, 250.

O curso é gratuito, no entanto, há limitação de espaço no Auditório. Para os que não puderem acompanhar as aulas presencialmente, o TJ.UFRJ disponibilizará a íntegra das palestras no site www.tj.ufrj.br