Mudamos!

Continue acessando nossos textos em www.consciencia.net

@consciencia_net facebook.com/LosPequenosDetalhes



Utilidade pública: Dicionário de Carioquês-Português

– 1. Advérbio de lugar (“A parada está por aê). 2. Vocativo genérico (“Aê, tu viu a parada?). 3. [p+ ] Partícula composta iniciadora de frase (“Pô aê, sei lá, bro”).

Bagaray [adj.] – v. Pacaraio.

Bolado [adj.] – Condição de incompreensão momentânea ou preocupação em qualquer nível.

Bonde – 1. Ônibus. 2. Galera, turma.

Bucha – Indivíduo com marra de malandro mas que não passa de um tremendo prego; malandro coca-cola (só dar um sacode que ele perde o gás).

Caralho – 1. Interjeição (“Caralho!”). 2. [pa-] Advérbio de intensidade (“Em São Leopoldo estava frio pracaraio.”). V. bagaray.

Chatuba – Ato de esculhambar, avacalhar e perder a linha da forma mais sacana possível (“Eu vou chatubar bonito!”).

Coé – Aglutinação de qual é (“Coé, sangue?”).

Conto – Unidade monetária sem plural (“Essa parada custa 10 conto”).

Filé – 1. Mulher com um shape invejável.

Filadaputa – 1. Interjeição genérica de descontentamento. Pode ser usada após qualquer acontecimento desagradável e/ou inesperado. 2. Adjetivo utitizado para humilhar, xingar, ofender aqueles que merecem. Ver fura-olho e juiz de futebol.

Foda – 1. Qualificação indicativa de dificuldade (“Aquela parada é foda!”). 2. Qualificação positiva indicando algo muito bom (“Aquela parada é foda!”). 3. Qualificação que indica algo impressionante (“Aquela parada é foda!”). 4. Qualificação indicativa de acomodação (“Foda, cara…”)

Fura-olho – Fala-se do indivíduo que vive de impedir o sucesso alheio. Ver filadaputa.

Goiaba [adj.] – Diz-se do indivíduo distraído, aéreo, que viaja sozinho, em goiabices.

Goiabar [verb. int.] Ato de ação de estar goiaba (“Estava lá sentado, olhando para o céu, goiabando”).

Irado – 1. Qualificação positiva relacionada a um fato, ocorrência ou objeto (“Aê, que parada irada!”).

Lance – 1. V. parada.

Maluco – Cara; sujeito; indivíduo (“Eu não conheço aquele maluco”).

Mané – Otário; vacilão; prego; sujeito que pisa na bola.

Massa – Macarrão e similares. Não confundir com “maneiro”!

Mel – 1. Bebida alcoólica artesanal fabricada com cachaça e mel; melzinho. 2. [Ter mel] Qualidade de atrair a atenção sentimental e/ou hormonal da galera (“Aquele maluco tem mel”); 3. [malandrês] Sangue (“Levou um soco nos córneos e começou a escorrer mel do nariz”).

Mermão (masculino) – 1. Aglutinação de meu irmão (“Aí, mermão, que parada é essa?”)

– Aglutinação de maior (“Ih, coé? Mó otário. Aê!”).

Parada – Substantivo genérico (“Que parada é essa?”, “Esqueci aquela parada em casa”, “Preciso fazer uma parada”). V. lance.

Peidão – Covarde, frouxo, borra-botas.

Péla-saco – 1. Pessoa chata; piegas. 2. Puxa-saco; baba-ovo; rabiola.

Pipoqueiro – Qualidade aplicada ao indivíduo que costuma pipocar, v. peidão.

Popozuda [ adj.] – Fala-se da mulher que possui uma região glútea avantajada e/ou excessivamente acolchoada. V. valesca

Porra – 1. Interjeição (“Porra!”). 2. Advérbio de intensidade (“Em São Leopoldo estava um frio da porra!”). 3. Substantivo indefinido (“Que porra é essa?”). 4. Adicionando-se o prefixo “Sa”, indica-se acomodação com certo descontentamento (“Saporra…”). v. foda.

Porrada – 1. Coletivo genérico (multidão – uma porrada de gente; matilha – uma porrada de cachorros) 2. Sin. pacaraio.

Prego [adj.] – ver mané.

Puto – 1[adj.] qualifica um sujeito extremamente vacilão. 2. Unidade monetária (“Só eu que não ganho um puto” – Bingo da Amizade; Hermes e Renato).

Sangue – Redução de sangue-bom; pessoa legal; gente boa; agradável; maneira. Não confundir com macarrão, v. massa.

Tu – Terceira pessoa do singular dos pronomes pessoais do caso reto (“Tu viu”, “Tu faz”, “Tu é”).

Zero-bala – Renovado; pronto pra outra (“Tomei um sacode ontem, mas agora estou zero-bala.”).

TERMOS COMPOSTOS

Perdeu a linha – Fala-se do indivíduo que cometeu um ato inconseqüente e/ou insensato (“Perdeu a linha e virou seis doses de tequila em meia hora”).

Na mão do palhaço – Diz-se da condição das pessoas entorpecidas, não importa com qual substâncias (“Virou dez copos de pinga e agora está na mão do palhaço”).

@consciencia_net facebook.com/LosPequenosDetalhes



Voto

voto

(via)

@consciencia_net facebook.com/LosPequenosDetalhes



Sem rodeio

(original)

@consciencia_net facebook.com/LosPequenosDetalhes



Jacob Gorender

Jacob Gorender (1923-2013)

@consciencia_net facebook.com/LosPequenosDetalhes