Entrevista: Magno Alves explica perda de tantos gols
Em entrevista exclusiva ao Consciência.net, Magno Alves tratou de explicar a perda de tantos gols. O atacante reclama da falta de sorte, da falta de apoio e da falta que o juiz não marcou.


Repórter: Magno, como você explica a perda de tantos gols?
Magno: Bom, geralmente, o campo não ajuda. Além disso, esta nova bola não é lá muito boa, e isso também dificulta. O pior de tudo é que o tempo sempre me atrapalha. Para completar, eles ainda põe um goleiro lá!!! O que eles querem?!?!
Repórter: Mas o goleiro é o culpado?
Magno: Claro. Nunca entendi esta regra de pegar as bolas com as mãos. Para mim isso é coisa de boiola.
Repórter: Quando você pretende superar os gols perdidos?
Magno: Não penso em parar de jogar bola tão cedo...
Repórter: Não, não foi isso que eu quis dizer. Eu perguntei quando pretende voltar a fazer gols?
Magno: Ah...explica! Bom, futebol é uma caixinha de surpresas. A gente estamos trabalhando duro para isso.
Repórter: E a sua relação com a torcida?
Magno: É a melhor possível. Eles me amam. Gritam meu nome o jogo inteiro.
Repórter: É, mais depois do seu nome eles gritam outra coisa...
Magno: Nunca parei para ouvir. Eles me amam e ponto final.
Repórter: E como você está encarando jogar na segunda?
Magno: Ué, o jogo não é no domingo?
Repórter: Não, Magno...na segunda divisão.
Magno: Ah...explica! Vai ser bom, pelo menos a gente não vai pegar estes super times, como Cabo Frio e Volta Redonda.
Repórter: Mande um recado de esperança para o torcedor tricolor, Magno!
Magno: Paz e amor.
Repórter: E gols, Magno? Não vai prometer gols?
Magno: Meu amigo, você já viu cachorro correndo atrás de gato?!
Repórter: Já...
Magno: Então!
Repórter: Estou confuso...
Magno: Tchau, tenho treino!

Consciência.Net