Haiti: Uruguai repatria cinco soldados por suspeita de abuso sexual



Foto: APO Uruguai determinou o retorno de cinco militares envolvidos em um caso de abuso sexual a um adolescente haitiano de 18 anos.

Um vídeo feito a partir de um celular mostra o jovem sendo abusado e humilhado sexualmente e foi divulgado pela rede americana ABC.

video platformvideo managementvideo solutionsvideo player

O Uruguai mantem 1.200 homens na chamada “força de paz” das Nações Unidas. As denúncias ainda estão sendo investigadas, mas o chefe do contingente naval do Uruguai no Haiti, Alberto Caramés, também foi afastado. No Uruguai, Caramés e os cinco soldados serão submetidos a um Conselho de Disciplinar Militar.

Além disso, a porta-voz da MINUSTAH (como é chamada a missão da ONU), Eliane Nabaa, reconheceu hoje (5/9) que as acusações de abuso sexual podem causar “prejuízo” à relação dos “capacetes azuis” (os soldados da ONU) com o povo haitiano.

Esta não foi a primeira denúncia de abuso sexual contra a MINUSTAH nem contra os uruguaios. A liderança militar da Missão é do Brasil desde 2004.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>