Gadamer cético quanto a entendimento com Islã
Filósofo de 101 anos guarda fé na liberdade
    O filósofo alemão Hans-Georg Gadamer considera muito difícil um entendimento com o mundo islâmico. Em entrevista ao jornal Die Welt, o pensador de 101 anos de idade explicou: "Lá, a morte tem um outro significado". Para ele, há algo no mundo árabe quase impossível de comparar conosco, e é preciso o Ocidente reconhecer este fato.

    Os atentados camicase perpetrados por jovens exigem uma nova reflexão sobre cultura e educação. Gadamer alertou para os perigos que nascem quando terroristas têm nas mãos armas de destruição em massas. Contudo, apesar dessa ameaça "é preciso sempre começar de novo". Esta é uma certeza nascida da fé na liberdade, e não da confiança na técnica. Sua mensagem final foi: "É preciso libertar-se novamente!".

Gadamer é autor de "Verdade e método" e o criador da Hermenêutica. Atualmente ele vive em Heidelberg. (av)


Consciência.Net