Trecho de Ética à Nicômaco, de Aristóteles
Há três tipos de vida: vida dos gozos [hedonen], da política [politikos] e a contemplativa [theoretikos]. A honra [timen] é a finalidade da vida política. Procura-se a honra pela virtude [arete]. Assim, a virtude pode ser tomada como a finalidade da política.

O bem [agathon] é o fim [telon] de todas as coisas. Os fins distantes das ações são os mais excelentes. Para muitas artes [technon] e ciências [epistemon], muitos fins. Os fins fundamentais devem ser os procurados e não os secundários.

O amigo deseja e faz o bem no interesse do amigo e deseja que ele exista por ele mesmo. A conveniência, partilhar os gostos, as alegrias e os pesares também são características das amizades. A existência é boa para o homem virtuoso. Este deseja as coisas na medida em que elas o mantêm como é. O homem bom o é em relação a si mesmo, assim a amizade é um de seus atributos.

O homem bom [eudaimona] necessita de amigos pois ele precisa fazer bem aos outros. O homem é um ser político e sua natureza é viver em sociedade. É melhor passar os seus dias com amigos e homens bons do que com estranhos. A felicidade é uma atividade. A atividade do homem bom é virtuosa e aprazível em si. As ações dos amigos virtuosos são aprazíveis aos bons.

Enviado por Tiago


Consciência.Net