Philip Morris e R.J.Reynolds vencem ação movida por fumante
Sacramento, Estados Unidos, 7 de fevereiro (Reuters)

Um júri da Califórnia decidiu nesta sexta-feira que as duas principais empresas de cigarro dos Estados Unidos não foram responsáveis pelo câncer de pulmão de um fumante. A Philip Morris USA e a R.J.Reynolds Tobacco foram réus no caso. O júri votou em favor dos acusados por 11 a 1, disse um porta-voz da Altria Group, controladora da Philip Morris USA. Não foram fornecidos outros detalhes sobre o assunto.

A sentença vem após uma série de decisões contra as empresas de tabaco na Califórnia. As companhias entraram com recursos que ainda estão sendo avaliados na Justiça. Lawrence Lucier, 52 anos, fumou diversas marcas de cigarro, incluindo Marlboro e Winston. Ele e sua esposa, Laurie, processaram as empresas no tribunal de Sacramento. Lucier foi diagnosticado com câncer em 1999 e o processo foi aberto em 2000, em busca de compensação e indenização punitiva. O Marlboro é fabricado pela Philip Morris e o Winston, pela R.J.Reynolds.

Filme sugerido: O Informante, com Russel Crowe e Al Pacino

Fonte: Reuters Brasil


Consciência.Net