Questão étnica: arquivo 2003-2007

.
.

Clique aqui para acessar as notícias mais recentes.

OPINIÃO # 15/10/2007
Cotas para negros: em quanto tempo se implode um pensamento social secular?

Houve no processo histórico uma espécie de "otimização" do preconceito. O olhar de inferioridade e a vergonha de ser negro que foram, sistematicamente, maquinados no pensar individual, permitiram a espoliação de gerações subseqüentes. Por Marília Lamas..[+]

REALIDADE BRASILEIRA # 09/06/2007
Divisões muito perigosas

Lançamento de livro discute a proposta de divisão racial da sociedade brasileira e fim do princípio republicano e democrático de igualdade cidadã, apresentada através de projetos de lei, quase aprovados em 2006, sem qualquer conhecimento e real discussão por parte da população. Por Mário Maestri..[+]

HISTÓRIA # 13/05/2007
13 de maio: a única revolução social do Brasil

O Brasil foi uma das primeiras nações americanas a instituir e a última a abolir a escravidão, que dominou 350 dos nossos 507 anos de história. Apesar da superação do escravismo constituir o mais significativo fato do nosso passado, neste 13 de Maio, o aniversário da Abolição transcorrerá, outra vez, semi-esquecido. Por Mário Maestri..[+]

DEBATE # 10/03/2007
África, Movimento Negro e Etno-Sustentabilidade em debate no RS

Será realizado no dia 13 de abril (sexta-feira) na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul palestra/debate sobre o tema "A África, o Movimento Negro e a Etno-Sustentabilidade". A promoção é do Instituto Pedagógico para o Crecimento, Fortalecimento e Valorização da Cultura, do Viver Afro-Brasileiro e os Direitos Humanos (AFRHUM), de Porto Alegre (RS). O evento começa às 19h. Programação completa pelo email afrhum@gmail.com.(Da redação)

ENCONTRO # 15/07/2006
Conferência de Intelectuais da África e da Diáspora: Declaração de Salvador

Imagem: Tela de Mônica Santana“A crescente consciência de uma cidadania africana, com suas repercussões políticas, econômicas e culturais, e o entendimento dos Estados da África, reunidos em torno à União Africana, constituem elementos essenciais ao Renascimento Africano”. Leia a íntegra do documento aprovado em Salvador, ao fim da II CIAD - Conferência de Intelectuais da África e da Diáspora..[+]

opinião
A Racialização do Brasil

A apresentação do Brasil como sociedade regida desde as origens pelas oposições raciais e não sociais exige violentação grosseira dos dados históricos, econômicos, demográficos, etc. A racialização da sociedade brasileira é operação ideológica arbitrária de profundas conseqüências sociais e políticos. Por Mário Maestri, julho de 2006..[+]

opinião
Brasil: Da Luta Social à Luta Racial

É indiscutível que o afro-descendente constitui parte fundamental dos setores mais explorados e que o racismo segue motivando violências materiais e espirituais. Porém, as propostas de combate a essa realidade materializam projetos e interesses diversos. A análise é de Mário Maestri, julho de 2006..[+]

em questão
Segunda fase da campanha ‘Onde você guarda seu racismo?’ tem lançamento no Rio

Vai rolar nesta quinta, 11 de maio, às 10h, o lançamento da segunda fase da campanha “Onde você guarda seu racismo?”. Será na FIRJAN (Av. Graça Aranha, no 1 – 3o andar, Centro), no Rio de Janeiro. Haverá uma apresentação de vídeos da campanha ‘Diálogos contra o Racismo’ e debate com a jornalista Miriam Leitão. A divulgação do evento utilizou a foto da empregada doméstica Luzia de Cássia com um depoimento: “Eu estava no ônibus com meu ex-marido, que é branco. Teve uma blitz. Fui a única a ser revistada”. Para ver o cartaz clique no título. Informações adicionais na página www.dialogoscontraoracismo.org.br..(Da redação, 8/5/2006)

mobilização
Movimento Negro promove Assembléia Nacional 

O Movimento Negro promove no dia 13 de maio uma Assembléia Nacional, na ABI, no centro do Rio de Janeiro, das 10h às 18h para convocar, organizar e realizar o Congresso Nacional de Negras e Negros do Brasil. No final desta assembléia será lançada uma Carta à População. Informações da CUT-RJ..(Da redação, 27/3/2006)

‘ação de genocídio’
Jovens negros são torturados e mortos por policiais militares em Pernambuco

“Foram parados porque pensaram que eram bandidos. Essa é a expressão utilizada pelos jovens agredidos por policiais militares de Pernambuco, em madrugada de carnaval. A prática de “defesa social” foi abordar grupos de jovens negros, colocá-los em camburão, espancá-los e jogá-los na maré (...)” A nota é do Observatório Negro, em março de 2006..[+]

mídia
Maionese fica fora do ar

A multinacional holandesa Unilever já deixou de veicular na televisão a propaganda da maionese Hellmann’s, considerada abusiva e discriminatória, depois de receber notificação do Procon. Peças da campanha também vinham sendo veiculadas pela Internet, outdoors e mídia impressa e terão que ser retiradas. A propaganda mostra homens negros no papel de canibais numa caçada ao homem branco. Leia na Agência Afropress em 6/3/2006.

cultura negra
“O Cheiro da Feijoada” em cartaz no Rio

“O Cheiro da Feijoada” com Iléa Ferraz. Texto: Thomas BakkVocê conhece a história da feijoada? Não? De início podemos afirmar que “a feijoada é uma comida de sobras, de restos que era servida aos escravos e que se transformou num dos pratos principais da culinária nacional”. E poderemos saber um pouco mais na peça “O Cheiro da Feijoada”, representada pela atriz Iléa Ferraz, que estréia dia 15 de fevereiro na Caixa Cultural, na avenida Chile. Da redação, 14/2/2006..[+]

artigo
O racismo à brasileira

É de conhecimento geral a forma pela qual foi abolida a escravidão no Brasil, sem nenhum projeto de benefício social para os emancipados, que já haviam sofrido um duro revés com a Lei de 1850 que lhes restringia drasticamente o acesso à propriedade fundiária. Na nova ordem, aqueles descendentes de africanos, mesmo os africanos livres, que possuíam algum capital, quase nunca o tinham obtido por via de sucessão hereditária. (...) Por Nei Lopes, fevereiro de 2006..[+]

iniciativas
III Prêmio “Educar para a Igualdade Racial”

Em 2006 o CEERT – Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades realizará a 3a edição do Prêmio Educar para a Igualdade Racial: Experiências de Promoção da Igualdade Racial-étnica no Ambiente Escolar. O objetivo é dar continuidade ao processo de qualificação dos educadores na temática racial-étnica, a fim de subsidiá-los na implementação da LDB/Lei 10.639/2003 e divulgar metodologias educacionais exemplares para o tema étnico-racial. Saiba mais no Observatório da Educação, em janeiro de 2006.

agência afropress
O contra-ataque ao preconceito

Nos últimos meses, a agência de notícias Afropress tem conseguido manter sua página na internet ativa com muita dificuldade. O motivo são ataques constantes que a agência, ligada à ONG ABC Sem Racismo, tem sofrido de hackers racistas. Eles utilizam uma técnica chamada de negação de serviço (DOS, em inglês), que faz vários pedidos para um site que não tem como atendê-los, apesar de responder as solicitações. A conseqüência desse processo é a saída do ar da página e a lentidão do servidor que a hospeda. Matéria de Marcelo Medeiros, da Revista do Terceiro Setor, 27/1/2006.

defensoria pública em sp
Órgão é criado com participação da sociedade civil e sem cotas

São Paulo se tornou o penúltimo Estado brasileiro a instituir esse órgão, previsto na Constituição de 1988, na frente apenas de Santa Catarina. A nova lei é considerada bastante avançada por movimentos sociais que militam no setor. A matéria é de Fernanda Sucupira na Agência Carta Maior, em 12/1/2006.

questão étnica
Bairros ricos repelem negros em 7 capitais

As pessoas com renda elevada e grau de escolaridade avançado tendem a morar em bairros de classe alta, certo? Nem sempre. Um estudo que incluiu nessa combinação o componente racial mostra que a cor pode ser mais determinante que o poder de compra e a educação na hora de o indivíduo escolher o lugar onde vai morar. As condições socioeconômicas são um importante fator para que os negros sejam maioria nas áreas carentes e minoria nas regiões mais ricas, mas essa distribuição espacial da população também está ligada à discriminação. A avaliação está no estudo Desigualdades Raciais nas Condições Habitacionais da População Urbana, produzido pelo economista e demógrafo Eduardo Rios Neto, professor da UFMG. O trabalho municiou a elaboração do Relatório de Desenvolvimento Humano Brasil 2005 — Racismo, pobreza e violência. Matéria no site do PNUD, em 2/1/2006.

análise
História e cultura afro-brasileira: é necessário atender as demandas locais

Jeruse Romão, integrante do Conselho Nacional contra a Discriminação da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, avalia as iniciativas para a implementação da lei 10.639 durante o ano de 2005. Ela destaca que é preciso enfatizar a formação nas universidades e que os materiais disponíveis ainda são complexos e não atendem às necessidades da maioria dos professores brasileiros. Leia no Observatório da Educação, em 21/12/2005.

análise
Sim ao Estatuto da Igualdade Racial

É comum ouvirmos falar que no Brasil não existe mais discriminação e preconceito racial. Não ser racista é mais que ter amigos negros e aceitar sua cultura. Ser livre de preconceitos é acreditar que todos devem ter oportunidades iguais, independente de cor, raça, sexo ou etnia (...) Por Paulo Paim, 6/12/2005..[+]

desenvolvimento
IDH dos negros só é alto em sete cidades

Dados de Estudo feito pelo economista e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Marcelo Paixão, coordenador do Observatório Afro-brasileiro, apontam que em apenas sete cidades brasileiras a população negra apresenta alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). No caso da população branca – foram feitos levantamentos em 5.202 cidades e, em 1.591 delas, o IDH supera 0,8, o que é considerado alto desenvolvimento. Da Afropress, 9/11/2005..[+]

quilombolas
RJ: Ordem Terceira despeja famílias remanescentes de quilombolas

"Venerável Ordem Terceira de São Francisco da Penitência" se intitula proprietária da maior parte dos imóveis na comunidade Pedra do Sal, situada acima do Largo São Francisco da Prainha, próximo à Praça Mauá. 30 famílias, em grande parte composta de negros e pobres, estão na rua. Famílias irão acampar amanhã (26/10) ao lado de uma igreja da Ordem. Da Agência Consciência.Net, em 25/10/2005.

memória
Morreu Rosa Parks, ícone da luta pelos direitos civis

Morreu ontem (24/10) aos 92 Rosa Parks, ícone da luta pelos direitos civis nos EUA. Em 1955, em Montgomery, no Alabama, sul do país, ela se recusou a ceder seu lugar no ônibus a um homem branco. Foi presa e o incidente levou a um boicote aos ônibus da cidade por 1 ano. O episodio deu inicio ao movimento liderado por Martin Luther King Jr que lutou para por fim a legalidade da segregação racial nos EUA. Parks morreu em casa, em Detroit, dormindo, cercada por amigos e parentes. Com material da AP, nota do BlueBus em 25/10.

inclusão
Evento vai discutir a relação do Negro no Mercado de Trabalho

O Instituto 21 de Março - Consciência Negra e Direitos Humanos promove, nos próximos dias 26, 27 e 28 de outubro de 2005, o 1º Seminário "O Negro no Mercado de Trabalho". Da Agência Consciência.Net, em 24/10/2005.

análise
A monocultura, a Aracruz Celulose e os quilombolas do Espírito Santo

A presença da cultura negra no Espírito Santo é bastante expressiva, com registro no censo de 1991 de 1,6 milhões de negros, totalizando 65% da população estadual. Dispersos hoje por todo território, a maior concentração ainda está no norte do Espírito Santo. Os municípios de Conceição da Barra e São Mateus coincidem com um dos índices de maior concentração da monocultura de eucalipto no estado, exatamente onde se encontram as comunidades negras rurais. As entidades de Movimento Negro de Conceição da Barra e São Mateus cadastraram 35 comunidades negras rurais ainda resistentes - são cerca de 1.300 famílias remanescentes. (...) Por Hilaine Yaccoub, na Agência Adital, 18/10/2005.

estados unidos
"Se todo bebê negro fosse abortado, o crime cairia"

Um ex-secretário de Educação da administração Bush, William Bennett, causou furor ao afirmar que, "se todo bebê negro fosse abortado neste país, o índice de criminalidade cairia". A Casa Branca afastou-se da opinião. "O presidente (Bush) acredita que os comentários não foram apropriados", informou o secretário de imprensa Scott McClellan. Bennett, em seu programa de rádio, "Morning in America", respondia a uma pergunta de um ouvinte quando começou a tratar de uma hipótese levantada num recente livro de que uma das razões para a criminalidade estar em baixa é que os abortos estão em alta. Da Tribuna da Imprensa, 1/10/2005..[+]

exemplo
Parmalat condenada a pagar R$ 60 mil por causa de racismo

BRASÍLIA. A empresa Parmalat foi condenada a pagar uma indenização de R$ 60 mil, mais juros e correção, ao empregado Paulo Pereira, de 38 anos, vítima de racismo no ambiente de trabalho. Pereira foi contratado pela fábrica instalada na cidade de Carazinho (RS) em 1996. Em 2001, depois de quase um ano sendo chamado pelos chefes de termos pejorativos, como "chimpanzé" e "monkey", Pereira ingressou com uma ação trabalhista. Pouco depois, com um quadro de depressão, ele pediu afastamento do cargo de eletricista que ocupava na empresa. Da Tribuna da Imprensa, 13/8/2005..[+]

rio de janeiro
Estudantes denunciam racismo

Um grupo de dez estudantes negros acusa os funcionários do restaurante Vila Inn, em Vila Isabel, de racismo. Os jovens, que estiveram no local na noite de sexta-feira, alegam que foram chamados de ''pretos quizumbeiros'' pelo gerente da casa. Do Jornal do Brasil, 19/7..[+]

Em 3 dias, 2 denúncias de racismo

Dois incidentes em três dias, e o fantasma do racismo volta a assombrar o Rio. Ontem, um lutador de jiu-jítsu americano foi barrado na porta giratória de uma agência do Bradesco no Recreio. Ele diz que isso aconteceu por causa da cor negra da sua pele. Na madrugada de sábado, oito universitários, todos negros, terminaram a noite na 20 DP (Vila Isabel). Foram registrar queixa de racismo contra o gerente do restaurante Vila Inn, onde comemoravam um aniversário. Do jornal O Globo, 19/7..[+]

Racismo no cinema

Domingo, na sessão das 18h45m de “Herbie”, no Cinemark de Botafogo, no Rio, um PM entrou na sala 5 e deu voz de prisão a uma senhorinha. A acusação, racismo. A mulher teria ofendido um segurança negro e foi conduzida à 10 DP para depoimento. Por.Ancelmo Gois, 19/7, em O Globo

Justiça

O Copacabana Palace foi condenado a indenizar um ex-empregado em R$ 150 mil. É que o rapaz e dois colegas foram acusados do sumiço de tíquetes e vales-transporte. E, dos três, só ele, negro, foi demitido. Causa ganha pelo escritório Müller, Novaes, Giro & Machado. Por.Ancelmo Gois, 20/7, em O Globo

gênero
Mulheres negras pedem melhor atendimento médico e vagas em creches

As mulheres negras foram maioria visível entre os participantes da 1ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, realizada esta semana em Brasília. Nas mesas de debates e painéis, elas apresentaram as diversas reivindicações do movimento. As mães de santo pediram mais respeito ao culto das religiões de matizes africanas. As mulheres quilombolas reivindicaram rapidez na titularização de terras por todo o país. Da Agência Brasil, 2/7..[+]

mídia
Ativista repudia propaganda racista

O ativista de direitos humanos Paulo Rogério Nunes, de Salvador (BA), denunciou nesta terça (28/6) a campanha publicitária “Loverobots”, criada pela agência W/Brasil para a empresa de calçados Grendene S.A por meio da marca “Melissa”. A campanha - veja o banner na página www.melissa.com.br - mostra uma boneca loira deitada no chão e três robôs caracterizados como negros prestando serviços. Na foto, um dos bonecos de cor negra é mostrado calçando o sapato da boneca branca enquanto outro serve como um móvel de apoio ao braço da mesma. "Como ativista de Comunicação e Negro, me sinto violado por esse anúncio. Em linguagem subliminar, ele afirma que os negros continuaram escravos dos brancos até mesmo em uma época futura, quando os humanos seriam substituídos por máquinas", argumenta. "Apesar de 117 anos do fim da escravidão, a população negra, que compõe cerca de 45% do povo brasileiro, ainda sofre diariamente violações na sua identidade pelos veículos de Comunicação. São centenas de anúncios impressos, VTs, outdoors, matérias jornalísticas e outros instrumentos comunicacionais que ferem a nossa auto-estima e ridicularizam nossa contribuição estética, ética, filosófica e civilizatória", finalizou Paulo Rogério, que enviou uma notificação ao Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (CONAR). Da redação, 28/6

Conferência debate racismo na mídia

Comunicadores, jornalistas e voluntários que atuam em meios de comunicação voltados para o público negro criaram um grupo próprio dentro da 1ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, realizada no começo de julho em Brasília, para debater a participação dos negros na mídia nacional. A moção encaminhada pela mídia alternativa afro-descendente, relatando a questão do racismo na mídia, foi discutida na plenária da Conferência. De acordo com o articulista da Federação das Associações de Imprensa do Brasil, Heitor Reis, a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) decidiu trabalhar com uma mídia alternativa, mais afro-brasileira. "A pequena mídia é interessante para o movimento negro. O pessoal decidiu não trabalhar com os demais grupos que estavam programados e criar um grupo próprio para poder fazer uma análise", disse.

"É importante que a gente tenha consciência de que no processo de desconstrução do edifício racista, a mídia, os meios de comunicação de massa, as novas tecnologias, como a internet, têm um papel fundamental", avalia o jornalista Dojival Vieira, da Agência Afroétnica de Notícias (Afropress). Segundo Dojival, a Afropress é um projeto da ONG ABC sem Racismo, de São Paulo, que pretende constituir-se em um espaço de acesso à informação, reflexão e debate sobre a questão étnica e racial no Brasil e no mundo. "Nós partimos da idéia de que o racismo é um problema não apenas da população negra, é um problema da sociedade brasileira. A mídia é racista por essência. A existência do racismo na sociedade se reflete em todas instituições", disse. As informações são da Agência Brasil.

estados unidos
América enfrenta o dilema da cor

Nos anos 20, eles marcharam em Washington, numa manifestação histórica pela supremacia branca. Na década de 60, reagiram violentamente ao movimento pelos direitos civis nos Estados Unidos. Perseguiam e matavam. Seu alvo: negros, principalmente, e os brancos que se engajaram na luta contra a segregação racial; País tem hoje 762 grupos racistas que vêem no horizonte um futuro onde os '100% brancos' não serão mais maioria. Do Jornal do Brasil, 26/6..[+]

13 de Maio
A Única Revolução Social do Brasil

Neste 13 de maio, cumpre-se sem glória mais um natalício do fim da escravatura no Brasil, uma das primeiras nações americanas a instituir e a última a abolir a escravidão. Dos 505 anos de história brasileira, mais de 350 passaram-se sob o látego negreiro. Por Mário Maestri, maio de 2005..[+]

mídia
Moção pelo fim do “Apartheid Midiático” no Brasil

Nós, negros, negras e indígenas, reunidos na 1° Conferência Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Cidade do Salvador, afirmamos a urgência da efetivação de uma Política Nacional de Igualdade na Mídia. Somos sub-representados, injuriados, invisibilizados e estereotipados na atual mídia, eurocêntrica e racista. Não aceitaremos mais esse “apartheid midiático”. Gritamos por justiça e reparação. Em maio de 2005..[+]

cultura
Mestre Bimba, a capoeira iluminada

É este o nome do mais novo documentário de longa metragem de Luiz Fernando Goulart, com imagens inéditas e raras do grande brasileiro afrodescendente que, conforme suas palavras, “tirou a capoeira debaixo do pé do cavalo”. “Se hoje a capoeira, o único esporte reconhecidamente de origem brasileira, filho de pais africanos, é motivo de orgulho para o nosso país em todo o mundo, com um alcance social que jamais tivemos, devemos isso ao grande Mestre Bimba”, diz Goulart. Da redação, maio de 2005..[+]

méxico
Vicente Fox escorrega em declaração

CIDADE DO MÉXICO. Durante o fim de semana, a presidência mexicana se apressou a desmontar uma polêmica que começou a se formar depois de declarações feitas na sexta-feira pelo presidente Vicente Fox, considerada racista por alguns. Em um encontro com empresários americanos, Fox declarou, ao criticar as últimas medidas antiimigração aprovadas por Washington, que ''os mexicanos, cheios de dignidade, vontade e capacidade de trabalho, estão fazendo trabalhos que nem mesmo os negros querem fazer nos Estados Unidos''. Do Jornal do Brasil, 16/5..[+]

Maquiné (RS)
Quilombolas realizam ato em Morro Alto

O ato, que tem início para 15 horas desta sexta (13/5), vai reunir diversas comunidades quilombolas do Estado do Rio Grande do Sul, no canteiro de obras da BR 101, no km 68 trecho entre Osório e a divisa com Santa Catarina, no lugar chamado Morro Alto/Maquiné (próximo ao quilombo do Morro Alto). Para os negros, a data de 13 de maio oficializou a exclusão territorial no país. A luta dos remanescentes de quilombos demonstra a falta de ação do Estado brasileiro em relação a um direito de uma etnia que construiu o país, mas foi excluída e não tem acesso a própria terra. A realização do ato é do Movimento Negro e das comunidades remanescentes de quilombos do Rio Grande do Sul. Da redação, 13/5..[+]

américa latina
Encontro Internacional de Afrodescendentes discute avanços em políticas públicas

O primeiro Encontro Internacional de Afrodescendentes e Políticas Públicas, que acontece desde ontem (6/5) em Caracas (Venezuela), demonstra avanços no debate da promoção da igualdade racial nos países da América Latina. Entre os 23 convidados internacionais para a reunião, há apenas três representantes oficiais de governos: Cuba, Venezuela e Brasil. Todos os outros fazem parte de movimentos sociais latino-americanos. Da Agência Brasil, 7/5..[+]

crime inafiançável
Racismo em hospital estadual no Rio
 

O administrador do Hospital Estadual Pedro II, em Santa Cruz, Anibal Santana Dutra, 58 anos, foi preso em flagrante ontem à tarde por crime de racismo. Em discussão com a estudante Elisa de Olinda da Silva, 24, que reclamava da demora no atendimento da unidade, Anibal teria ofendido a paciente com expressões racistas e, em seguida, a expulsou do hospital. Segundo a polícia, Anibal teria dito a frase: “Negrinha, aqui você não entra”. “A estudante conta que, exaltado, ele repetiu a expressão várias vezes, chegando até a chamá-la de “negra safada”, explicou o delegado titular da 36ª DP (Santa Cruz), Marcos Neves. O crime é inafiançável e ele pode ficar preso por até três anos. Do jornal O Dia, 29/4..[+]

abrigos
Depósitos de crianças pobres

Depósitos de crianças - a maioria negros e pobres - sem convivência com as famílias ou com a comunidade do município. Assim pode ser resumido o perfil dos ''abrigos'' infantis no Brasil, que acolhem cerca de 80 mil crianças. É o que mostra a mais extensa pesquisa sobre o tema, feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), do Ministério da Fazenda, a pedido da Secretaria Especial de Direitos Humanos, da Presidência da República. Do Jornal do Brasil, 14/4..[+]

trabalho
Pesquisa do Ministério Público servirá de base para combater discriminação

Uma ação inédita do Ministério Público do Trabalho será o ponto de partida para combater a discriminação de gênero e raça no mercado de trabalho brasileiro. Em uma investigação sobre o quadro de pessoal dos cinco maiores bancos privados do Distrito Federal foram constatadas inúmeras desigualdades. Divulgada na última segunda-feira (11/4), a pesquisa revela que negros e mulheres ainda são minoria e sofrem muita discriminação. Da Agência Brasil, 14/4..[+]

campinas
Educação ambiental e religiões de matriz africana é tema de cartilha

Evento de lançamento acontece dia 13/4/2005, às 19 horas, no Salão Vermelho da Prefeitura; iniciativa é da ONG Acadec, STMC, Mãe Corajacy, Mãe Dango e Instituto Baba Toloji..[+]

congresso
Projeto cria cota para negros em empresas

O Estatuto da Igualdade Racial, que prevê cotas para negros em cursos de graduação de universidades públicas e privadas, no serviço público, em empresas, em partidos políticos, em programas, filmes e anúncios de TV, deve ser aprovado até o início de maio no Senado, prevê o senador Paulo Paim (PT-RS), autor do projeto. O projeto corre paralelamente na Câmara dos Deputados. Foi aprovado na semana passada na Comissão de Educação do Senado e já passou também pela Comissão de Assuntos Econômicos. Do PNUD Brasil, 28/3..[+]

senado
Comissão de Educação aprova Estatuto da Igualdade Racial

A Comissão de Educação aprovou, nesta terça-feira (15/3), projeto de lei do Senado que institui o Estatuto da Igualdade Racial, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS). A proposta tem como objetivos combater a discriminação e as desigualdades raciais, bem como incluir a dimensão racial nas políticas públicas desenvolvidas pelo Estado. Da Agência Senado, 15/3..[+]

Ivone Ferreira Caetano: ''Omissão está batendo à porta''

Empossada no fim do ano passado na 1ª Vara de Infância e Juventude do Rio, a juíza Ivone Ferreira Caetano, 60 anos, (...)  expõe suas opiniões sobre menores de rua e sobre os envolvidos com o tráfico. “É necessário que a sociedade se conscientize de que criança e adolescente são dever de todos. O que ocorre é uma omissão contemplativa que começa a chegar às nossas mesas. Na verdade, já está batendo em nossa porta”, alerta, admitindo ter superado preconceitos em sua trajetória. “Quem nasce com pele negra neste país e diz que nunca sofreu preconceito ou está mentindo, o que acontece na maioria das vezes, ou está alienado. Nascer com a pele negra neste país é sinal de preconceito”. Do Jornal do Brasil, 6/3..[+]

Quilombolas acusam Brasil de discriminação

De acordo com denúncia feita à Comissão de Direitos Humanos da OEA, os quilombolas de Alcântara (MA) têm seus direitos desrespeitados desde 1980 com a criação do Centro de Lançamento Aeroespacial. Da Agência Brasil, 3/3..[+]

O sonho racista de um povo branco

Durante o I Congresso Internacional das Raças, realizado em Londres em julho de 1911, João Batista Lacerda apresentou a tese Os mestiços do Brasil, onde garantia que em cem anos – isto é, em 2012 – os negros desapareceriam da população brasileira, e os mestiços estariam reduzidos a 3% do total. Hoje, às vésperas do cumprimento daquela previsão, seu disparate é visível. Mas, na época, aquele era um problema de enorme importância para a classe dominante brasileira cujos intelectuais e cientistas, incapazes de compreender as razões sociais do atraso brasileiros, atribuíam-no à presença da maioria de negros e mestiços em  nossa população. Por José Carlos Ruy, do Diário Vermelho, 23/2..[+]

Juiz interrompe jogo e adverte torcedores racistas

O árbitro Alfonso Perez Burrull tornou-se o primeiro juiz da Espanha a interromper uma partida por causa do racismo, que vem se manifestando crescentemente nos estádios, pedindo para os torcedores pararem de imitar sons de macaco durante uma partida em Málaga. De acordo com o Diário Vermelho desta quarta (23/2), Burrull disse para autoridades do clube fazerem um anúncio no sistema de som do estádio pedindo para os torcedores pararem com a atitude contra o goleiro camaronês do Espanyol, Carlos Kameni. Leia a matéria completa.

STF dispensa faculdade de reservar vagas em vestibular

A Faculdade de Medicina de Marília (Famema) não está mais obrigada a reservar 30% das vagas do vestibular de Medicina e de Enfermagem para candidatos do ensino público. A decisão é do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Nelson Jobim, que afastou a interferência do Poder Judiciário na condução das políticas públicas para a educação. Jobim suspendeu a execução de liminar em Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual em São Paulo. O governo de São Paulo recorreu. Do Consultor Jurídico, 22/2..[+]

Quilombolas brasileiros vão aos EUA participar do Mês da Consciência Negra

BRASÍLIA. Sete quilombolas brasileiros vão viajar para os Estados Unidos em visita patrocinada pela embaixada americana e pela Fundação Cultural Palmares. Um dos compromissos do grupo formado por quilombolas de várias partes do país será a Celebração pelos Afro-Descendentes nas Américas, que acontece no Congresso Nacional dos EUA com representantes de todo o continente. Da Agência Brasil, 14/2..[+]

Não guarde, jogue fora

No dia 14 de dezembro, o grupo Diálogos contra o Racismo – formado por 40 organizações da sociedade civil – lançou no Rio de Janeiro a campanha com o mote "Onde você guarda o seu racismo?". Algumas das respostas poderão ser conferidas na TV, em cinco diferentes spots, após o Natal. Foram também produzidas peças para mídia impressa, spots para rádio e site. Confira a entrevista com a pesquisadora do Ibase, Fernanda Carvalho. Do IBase..[+]

Desejo de reconstrução da realidade

Marcus Aurélio de Carvalho, coordenador-geral da Unirr, defende a política de cotas como meio de acelerar o rompimento de estigmas. "Ou alguém pode imaginar que é simples para um quase cego ter tentado provar que é possível ser apresentador de rádio?". Palavra de quem viveu o problema. Do IBase, jan/2005..[+]

Face a face com o racismo

Em seu artigo, o pesquisador do Ibase, Maurício Santoro, apresenta alguns dos motivos que tornam a campanha desenvolvida pelo grupo Diálogos contra o Racismo tão importante. Ressalta também alguns dos avanços brasileiros em relação à questão. Do IBase..[+]

educação
Cultura afro-brasileira nas escolas do Rio

A Assembléia Legislativa do Rio aprovou ontem uma emenda da deputada Jurema Batista que inclui no currículo das escolas estaduais o ensino da história e da cultura afro-brasileira. Agora, para virar lei, só falta Rosinha sancionar. Por.Ancelmo Gois, 3/2/2005, em O Globo

Professores discutem inserção de temática étnico-racial no currículo escolar

BRASÍLIA. Fornecer conhecimento sobre o continente africano e sobre as relações étnico-raciais na sociedade brasileira é uma das metas do encontro que reúne hoje professores universitários e pesquisadores no Conselho Nacional de Educação (CNC), em Brasília. Segundo a coordenadora-geral de Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação, Eliane Cavalleiro, a formulação desse material vai auxiliar os profissionais de educação a inserir no currículo escolar essa temática. Da Agência Brasil, 6/1/2005..[+]

Fome afeta 90% das vilas quilombolas

Descendentes de escravos refugiados, assim como seus ancestrais, fazem parte da camada mais baixa da escala social, aponta pesquisa. Do PNUD Brasil, 6/1/2005..[+]

Ação acusa Record de demonizar negros

A procuradora da República Eugênia Fávero entrou com ação cível contra a Record e a Rede Mulher, TVs da Igreja Universal do Reino de Deus, por exibirem programas que, segundo ela, demonizam religiões afro-brasileiras (candomblé, umbanda). A ação acaba de virar processo na 5ª Vara Cível Federal. Atende a representação de entidades afro-brasileiras, que há um ano fizeram passeata na avenida Paulista.

Na ação, também assinada por Hédio Silva Júnior, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, Record e Rede Mulher são acusadas de preconceito religioso e racial e de violarem a Constituição Federal. As emissoras são acusadas de infringir a liberdade de crença ao transmitirem programas, produzidos pela neopentecostal Igreja Universal, em que as religiões afro-brasileiras são referidas com termos como "encosto", "demônios", "bruxaria" e "feitiçaria".

A ação pede liminar em que a Record e a Rede Mulher sejam obrigadas a fornecer estúdios e profissionais para a gravação de 30 programas de duas horas cada um, a serem exibidos das 21h às 23h, como direito de resposta coletivo às entidades ofendidas. A Record disse que não irá comentar o assunto, porque desconhece oficialmente a ação. A Rede Mulher afirmou que os "programas são de responsabilidade de quem os produz". A Igreja Universal não se pronunciou. Por Daniel Castro, dezembro de 2004, na Folha de S. Paulo

Unemat aprova cota de 25% para negros

Foi aprovada no dia 13 de dezembro a reserva de 25% das vagas da Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat) para estudantes negros. Com a aprovação da cota, todos os cursos regulares, turmas especiais e modalidades diferenciadas, exceto o Terceiro Grau Indígena, terão já no próximo vestibular 25% das vagas ofertadas para estudantes negros, que deverão explicitar sua opção pelas cotas. Esta conquista teve o apoio do presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Negro, Francisco Oliveira, e do gerente de Projetos da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Ivan Brás, representando a ministra da Promoção da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro.

No estado do Mato Grosso, 58% da população é negra, segundo o último censo do IBGE. Na Unemat, o percentual de estudantes deste grupo é de apenas 7% nos cursos de graduação, segundo o diagnóstico do Perfil Sócio-Econômico Cultural do Estudante de Graduação. Mais informações pelo telefone (65) 2210-0034 ou pelo correio eletrônico pasvieira@terra.com.br..Revista do Terceiro Setor, 17/12

Governo lança programa de saneamento para quilombos

O Ministério das Cidades lançou no dia 14 de dezembro o Programa de Habitação e Saneamento para Quilombos. O protocolo de intenções foi assinado pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), pela Fundação Palmares e pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir). O programa prevê, no prazo de quatro anos, a execução integrada de ações de moradia e saneamento a fim de melhorar as condições de vida de aproximadamente 250 mil pessoas que vivem em comunidades quilombolas espalhadas em 743 quilombos por todo o país. Serão investidos, na primeira etapa, R$ 27 milhões, sendo R$ 21 milhões recursos do Ministério das Cidades e mais R$ 6 milhões da Funasa..Revista do Terceiro Setor, 16/12

Justiça autoriza UFPR a reservar vagas para negros

A Universidade Federal do Paraná poderá reservar vagas para negros e alunos do ensino público. O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, desembargador federal Vladimir Passos de Freitas, suspendeu a liminar que impediu a UFPR de reservar 20% das vagas oferecidas em seu vestibular para estudantes afros-descendentes e outros 20% a alunos da rede pública de ensino...Consultor Jurídico, 14/12

Joênia Wapichana, exemplo de resistência

A destruição de quatro aldeias indígenas na Terra Indígena Raposa-Serra do Sol, no último dia 23 de novembro, em Roraima, e a violência contra os índios fez a voz de Joênia Batista de Carvalho Wapichana soar mais forte. A assessora jurídica do Conselho Indigenista de Roraima (CIR) é uma das principais lideranças na defesa dos direitos territoriais dos povos indígenas da região. Por sua atuação, também marcada pela defesa de vítimas de ameaça de morte, tortura e discriminação racial, Joênia foi uma das finalistas do prêmio Claudia 2004, entregue ontem (2/12) em São Paulo, na categoria Trabalho Social. Leia entrevista que concedeu ao ISA sobre os últimos acontecimentos na Raposa-Serra do Sol..[+]

Coincidência: os mesmos ideais de Zumbi

Ao exaltar a passagem do Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, data da morte do líder negro Zumbi dos Palmares, Paulo Paim (PT-RS) destacou a coincidência com a data da morte do economista Celso Furtado, que faleceu no último sábado (20) e defendia os mesmos ideais de liberdade e igualdade compartilhados por Zumbi. (26/11).[+]

Lei que inclui Cultura Afro-brasileira no currículo escolar ainda não "pegou"

Uma das mais importantes medidas para combater o racismo e a exclusão dos afro-descendentes foi a criação da lei que inclui o ensino de História e Cultura Afro-brasileira no currículo do ensino público. Mas falta de material didático e preparo de professor dificulta implementação...Agência Carta Maior, 25/11

Maior escolarização continua privilégio de brancos

Negros e pardos, grupos de grande representatividade demográfica dentro da população brasileira, possuem em média dois anos a menos de escolarização que os brancos, que lotam as salas dos cursos de pós-graduação e graduação do país..Adital, 24/11

Campanha vai combater exclusão étnica e racial

Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial promove a partir de hoje, Dia Nacional da Consciência Negra, a campanha da diversidade, contra a exclusão no mercado de trabalho..Agência Brasil, 20/11

Brasil não reserva datas para heróis negros

O Brasil, nação com forte influência e presença da cultura negra, não conta oficialmente com nenhum dia destinado aos líderes que atuaram na resistência negra durante mais de quinhentos anos no país. Esta petição básica marca as comemorações do Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado amanhã, 20 de novembro..Adital, 19/11

Desigualdade racial no mercado de trabalho diminui pouco no Brasil

A desigualdade racial no mercado do trabalho no Brasil diminuiu, mas os negros continuam recebendo salários menores e as mulheres negras são maioria entre trabalhadores sem carteira e empregados domésticos. Segundo a pesquisa "A População Negra em Mercados de Trabalho Metropolitanos", do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos), divulgada nesta quinta-feira (18), cresceu a participação dos negros no mercado de trabalho, seja empregados ou procurando emprego. O maior crescimento foi registrado em Belo Horizonte (de 58,5% para 61,5%) e Porto Alegre (de 6% para 58,3)..UOL News, 18/11

Candidatos negros têm baixa votação

Segundo o presidente da Fundação Palmares, mesmo com grande avanço do Executivo nas políticas de igualdade racial, candidatos negros não obtiveram muitos votos nas eleições municipais..Agência Brasil, 9/11

Incubadora Afro Brasileira quer reduzir desigualdade racial

Certas estatísticas deixam escancarada a realidade no Brasil. É o caso dos números sobre a inserção sócio-econômica da população negra brasileira. A cada pacote estatístico lançado pelo IBGE ou outro instituto, vemos com tristeza que os afro-brasileiros continuam com mais dificuldade para receber educação formal e para ganhar posições dignas no mercado de trabalho. A desigualdade tem, no Brasil, uma evidente expressão racial. Foi pensando em corrigir essa distorção que o Instituto Palmares de Direitos Humanos criou a Incubadora Afro Brasileira, um projeto para promover e apoiar empreendimentos que sejam, preferencialmente, iniciados por brasileiros e brasileiras negros...FASE, 21/10

Elite negra sul-africana causa tensão social

Dez anos depois do final do apartheid, a minoria branca da África do Sul continua a controlar a economia do país. Mas a reação contra o pequeno grupo de empresários recentemente enriquecidos, conhecidos como "magnatas do poder econômico negro", começa a se intensificar. Da Folha de S. Paulo, 16/10..[+]

Complexo de Cinderela negra

Carla Rodrigues. Mulheres negras buscam um príncipe que, além de encantado, também precisa ser branco. Essa característica de inferioridade das mulheres negras é o que discute a professora de Filosofia Gislene Aparecida dos Santos em "Mulher negra, homem branco."..NoMínimo, 27/9

RJ: Procuradoria do Estado adota sistema de cotas

A Procuradoria Geral do Estado instituiu o sistema de cotas para ingresso no seu programa de estágio e na Escola Superior de Advocacia Pública do Estado (Esap). De acordo com resolução do procurador-geral do Estado, Francesco Conte, assinada em 24 de setembro, 25% das vagas deverão ser preenchidos por negros carentes e pessoas portadoras de deficiência...O Globo, 29/9

Movimento Negro latino-americano se reúne no Brasil

A 4ª edição do Fórum Nacional Iniciativas Negras pretende estender a abrangência do evento para o contexto latino-americano, promovendo, a partir do dia 5 de outubro, uma maior aproximação entre acadêmicos e ativistas do Movimento Negro e de Mulheres Negras da região..Adital, 27/9

Preconceito racial determina desigualdade

Apesar de ainda bastante presente no debate sobre discriminação no Brasil, a tese de que o preconceito de classe é mais forte que o preconceito racial é desmentida por todos os principais estudos feitos sobre o tema nos últimos anos, mesmo quando usam metodologias diferentes. É o que aponta uma pesquisa divulgada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), que analisou os trabalhos sobre relações sociais no Brasil publicados nas décadas de 1940 e 1950 e a partir do final da década de 1970...PNUD Brasil, 23/9

UFRJ não terá sistema de cotas no vestibular

Após seis meses de discussão, o Conselho de Ensino de Graduação se manifestou contra a adoção do sistema de cotas que destinaria uma parte das vagas para alunos negros, pardos e oriundos de escolas públicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A decisão foi divulgada ontem pela universidade...O Globo, 21/9

iniciativa
Brasil fará acordos com africanos sobre igualdade racial

Em palestra no seminário “A intersecção das desigualdades de raça e gênero” ontem no auditório do GLOBO, a ministra da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, afirmou que o governo pretende fazer até o fim do ano quatro acordos com países africanos para a realização de projetos que promovam a igualdade racial. O primeiro foi assinado com Moçambique na semana passada. “Temos de pagar uma dívida histórica no Brasil e na relação com a África”, disse a ministra, lembrando que outra prioridade é a regularização de terras para remanescentes de quilombos. Registro de Rubem Berta do jornal O Globo em 14/9/2004

Guerreada ação afirmativa não é iniciativa discriminante

Por Humberto Frederico Suini Deporte. A discriminação velada é tradicional no Brasil; o país do futebol e do samba não tem coragem de olhar seu umbigo e dizer que a sua estrutura é racista desde o âmago de sua essência. Afirmar que um negro possui as mesmas condições que os brancos é fechar os olhos à realidade. Citar casos isolados no patamar pueril de dizer que possui um amigo negro que fala três línguas e está terminando a segunda faculdade e pegar a exceção pelo o todo, é mais uma vez afirmar que o “país da miscigenação” ama a mistura das raças e que aqui somos todos irmãos...Consultor Jurídico, 14/9

A Cor da Cultura

Será lançada amanhã no Palácio do Planalto, pelo presidente Lula, a campanha "A Cor da Cultura", uma parceria do governo com a Globo e a Fundação Roberto Marinho, entre outras entidades, para valorizar a história e a cultura afro-brasileira. Pelo acordo, serão realizados 56 programas de TV. A Globo irá fazer quatro edições do "Ação" sobre iniciativas afirmativas. O canal pago educativo Futura (da Fundação Roberto Marinho) irá produzir e exibir programas voltados à formação de professores de história da África, de incentivo à leitura de autores negros e sete documentários sobre orixás...Daniel Castro, Folha de S. Paulo, 30/8

Saúde da população negra é discutida em fórum nacional

Para discutir a saúde da população negra brasileira e as ações afirmativas acontece entre 18 e 20 de agosto o Seminário Nacional de Saúde da População Negra, em Brasília...Adital, 16/8

Campanha virtual quer garantir direito à terra quilombola

Entidades ligadas à questão dos negros no país estão lançando um movimento para impedir a tentativa do Partido da Frente Liberal (PFL) de derrubar o Decreto Federal nº 4887/03, que regulamenta o processo de titulação de terras de quilombos...Adital, 16/8

Governo quer ampliar política de cotas

Cantando os versos “Congresso eu quero estudar / adote as cotas para o Brasil melhorar”, um grupo de estudantes negros fez uma manifestação, dia 15, na Câmara dos Deputados, em Brasília, em defesa da reserva de cotas na universidade...Brasil de Fato, 17/6

Tema especial em edição comemorativa

A 50ª edição dos Estudos Avançados, que será lançada nesta quinta (13/5) na USP, destaca a condição do negro no Brasil. A partir das diversas áreas do conhecimento, a revista do IEA apresenta textos abrangentes sobre a questão racial brasileira...Agência Fapesp, 12/5

Deputado acusa PM-SP de racismo

O coordenador da Frente Parlamentar pela Igualdade Racial da Assembléia Legislativa de São Paulo, deputado estadual Sebastião Arcanjo, denunciou nesta quarta-feira à Comissão de Direitos Humanos e Minorias uma série de arbitrariedades cometidas pelo 5° Batalhão da Polícia Militar de São Paulo contra os moradores dos conjuntos Chácara Bela Vista e Tenente Amaro, ambos do bairro Parque Novo Mundo, na periferia da capital paulista.

Os negros, segundo o deputado, são as principais vítimas - em especial os que têm entre 16 e 24 anos de idade -, o que configura a existência de racismo policial. O Movimento Nacional de Direitos Humanos acusa o 5º Batalhão da PM-SP de constantes violações de direitos civis, como abuso de autoridade, extorsão, provas forjadas, prisões ilegais e invasões de domicílio sem mandado judicial. Da Agência Câmara, 12/5..[+]

O desemprego no país tem cor

Estudo do perfil do mercado de trabalho mostra que negros são mais excluídos que brancos...Jornal do Brasil, 29/04

Governo propõe estatuto para a igualdade racial

O presidente Lula assinará nos próximos dias o projeto do Estatuto da Igualdade Racial, que estabelece cotas para contratação de negros no serviço público, informa Helena Chagas. O estatuto prevê que atos racistas serão punidos por ação penal, ajuizada pelo Ministério Público e sem prazo para prescrição. O projeto será submetido ao Congresso...O Globo, 21/03

A novela das sete e o incômodo racial

Parece politicamente correto, justo e verdadeiro e, no entanto, pode estar provocando um efeito inesperado...Bia Abramo, 14/03

Pressão dos movimentos sociais faz cair índices de preconceito racial

Pesquisa da Fundação Perseu Abramo (FPA), do Brasil, revela que, em oito anos, o preconceito racial assumido no país caiu de 12% para 4% e que o preconceito manifesto indiretamente diminuiu de 87%, em 1995, para 74% no ano passado...Adital, 09/03

Cultura negra na escola

Se tudo o que sua escola lhe ensinou sobre cultura afro-brasileira ou é folclore ou é clichê, pode cobrar mudança na volta às aulas. Os livrinhos que não vão além das senzalas e navios negreiros vão ser trocados por literatura, política, arte e história. Está tudo garantido pela Lei nº10.639...Carla Bittencourt, 12/02/2004

Da cor do pecado e dos castigos da cor

Escrita por João Emanuel Carneiro e dirigida por Denise Saraceni, a novela da Globo estreou em janeiro e é protagonizada por uma atriz negra. Algo inédito na história da emissora. É Taís Araújo, que em recente entrevista declarou que o Brasil que aparece na tevê está "um pouco mais negro". Será?..Sérgio Domingues, Mídia Vigiada, fevereiro de 2004

A cor do pecado da cor

Além de título de novela da Globo e lema de tanto clichê racista disfarçado, "Da Cor do Pecado" é o nome de um samba-choro composto por Bororó em 1939...Vinicius Torres Freire, Folha de S. Paulo, 29/01/2004

Mais uma da Globo: Xuxa no mundo da imaginação

Hoje (28/01/04) no programa da Xuxa ela estava contando uma história sobre um rei que daria sua coroa ao filho que arrumasse uma noiva que lhe desse o presente mais original (...)..Rolf Ribeiro de Souza

Governo vai estender cotas para negros também para cursos técnicos..O Globo, 12/01/2004

Conversa fiada

Algumas opiniões de políticos ilustres durante os debates daquilo que se denominava no final do século XIX de "questão servil"...Elio Gaspari, Folha de S. Paulo, o4/01/2004

Grupo interministerial propõe MP sobre cotas para negros..Agência Carta Maior, 29/12/2003

Celso Athayde na Carta Capital

Há algum tempo li uma entrevista conduzida por Phydia de Athayde com uma pessoa, o Celso Athayde. Faz algum tempo que rascunhei a Carta Capital, mas o tempo passou rápido até demais, acabei não enviando...Rafael de Lima Caetano Costa, de Araras, 27/12/2003

Acesso ao trabalho é mais difícil para mulher negra..Agência Carta Maior, 04/12

Já são cinco as universidades brasileiras que adotam cotas para negros

Com o anúncio feito (link) na quinta-feira, 13/11, pelo vice-reitor da Universidade de Brasília, Thimoty Lholland, de que a UnB adotará cotas para 20% de alunos negros, a partir de julho de 2004, já chegam a cinco as instituições de ensino superior brasileiras que incorporaram esta política de inserção...Ministério da Educação, 16/11

Movimento negro cobra do governo mais espaço na mídia..Agência Carta Maior, 05/11

Alerj aprova projeto que muda sistema de cotas na Uerj e Uenf

Nova lei estabelece que 20% das vagas serão destinadas a estudantes da rede pública de ensino, 20% a candidatos negros, e 5% a estudantes portadores de deficiências físicas e integrantes de minorias étnicas...Tribuna da Imprensa, 15/08

Cota para negros vem do Império

Dom João VI criou vaga para o escravo João Evangelista estudar Medicina...O Dia, 05/08

Desiguais perante a lei

Raça é o grupo populacional que se distingue no interior da espécie por características que variam abruptamente, ou seja, sem formas intermediárias...Demétrio Magnoli

Preto e branco

O IBGE divulgou ontem mais uma de suas valiosas “Síntese dos Indicadores Sociais”, que vem mostrando há anos a mesma vergonhosa realidade de um país profundamente desigual...Mirian Leitão, 13/06/2003

Cartas: Por que sou contra as cotas para negros nas universidades?

Como estudante da UERJ e leitor da revista eletrônica Consciência.net, venho me manifestar nesse debate sobre as cotas, pois não vi, até agora, uma opinião que me contemplasse. Queria, em primeiro lugar, lamentar a pobreza como vem sendo levantada a questão sobre as cotas...Marcelo Toledo

Cartas: Preconceito e raça humana

O preconceito é sem duvida nenhuma um dos maiores problemas que a raça humana está encontrando nesta atual fase, mas não é uma discriminação só racial não, tem a fúria do desemprego, a geração de riqueza que ninguém sabe da onde vem, sem contar que o desemprego por si só é descriminador. Em relação às universidades o negro é descriminanado não somente pela cor mas também pela maneira que ele entrou...Heder, 3 de julho, 2003

Secretaria de Igualdade Racial será instalada

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá criar a Secretaria Nacional de Promoção da Igualdade Racial no próximo dia 21 de março, data que marca a luta contra a discriminação racial. O novo órgão terá como uma de suas principais atribuições a defesa da aplicação do sistema de cotas para negros nas universidades públicas e nas repartições federais e estaduais. O secretário nacional do PT de Combate ao Racismo, Martvs Antonio das Chagas, já havia informado, durante o 3º Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, que vinha se reunindo com o secretário-geral da Presidência, Luiz Dulci, e o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, para articular a criação e discutir a estrutura da secretaria.  Segundo Martvs, a aplicação do sistema de cotas será uma das prioridades da secretaria. O nome do futuro titular da pasta não está definido..(Da redação, 4/2/2003)
 
 

Consciência.Net




.
Indígenas
Quilombolas
Cultura afro-brasileira: Links
.
Perspectivas

Lázaro Ramos
"A TV brasileira é mais que excessivamente branca!"

Racismo à brasileira
Uma nova perspectiva sociológica sobre o racismo no Brasil

Diálogos contra o racismo
Existe racismo sem racistas?

Elite racista
Eugene Weatherspoon, 2003

Educação, cotas e biopoder
Gustavo Barreto, maio de 2003

Política de cotas para negros
Jurema Batista, 30.05.2003

.
.
Publicidade