Monitor Eleitoral  RIO2004
Arquivo 2004: JAN/AGOSET/DEZ
.
MPF pede instauração de inquérito contra deputado federal

O Ministério Público Federal quer apurar o possível envolvimento do deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSDB-RJ) em crime eleitoral, nas eleições de 2002. O MPF pediu a instauração de Inquérito no Supremo Tribunal Federal. Segundo depoimento, cabo eleitoral comprava sacos de cimento em troca de votos, prometia empregos e outros favores...Consultor Jurídico, 31/8

Ele é doutor

Dizer que é médico parece render frutos eleitorais. Mas o único que foi a fundo na questão foi o “Dr.” Carlos Eduardo (PP): aparece com um estetoscópio no pescoço...da redação, 31/8

Super poderes

Ivan Pinheiro, do PCB, afirma: “é um absurdo o governo Lula editar uma MP para proteger Henrique Meirelles, presidente do Banco Central e representante do FMI”. É um absurdo mesmo. Mas o que a Câmara Municipal tem a ver com isso?..da redação, 31/8

Os desejos do povo

Essa deu até medo: o PDT diz ser “o partido que não tem medo dos desejos do povo”. O que ficou, digamos, foneticamente estranho foi o slogan de um candidato da legenda: “Seu voto é sua maior arma. Pense nisso. Schutz”. Vai, rapaz, chuta logo!..da redação, 31/8

Faça as contas

Quantas vezes você ouviu a expressão “Você me conhece!” em um espaço de meia hora? Um candidato do PSDB aumentou ainda mais a expectativa da galera com uma frase no canto da tela, depois de dizer a referida frase: “É ele! Tião do Carnaval!!”..da redação, 31/8

Relações obscuras

No mínimo curiosa a identificação de Eriel de Velasco (PSDB): “engenheira do Eduardo Paes”. Será a mulher dele? Trabalha no escritório dele? Projetou a casa dele?..da redação, 31/8

Os melhores

E o prêmio “enrolação do ano” vai para a seqüência de frases a seguir, dita pelo mesmo candidato: “Um homem sem sonho não existe. O Senhor sempre estende a mão. Espero ter tocado o coração de vocês”. E aí pediu o voto...da redação, 31/8

Já ganhou

Por que será que a campanha do senador Crivella ainda não aderiu ao slogan de Regina da Silva: “Não tem cheiro e não tem vela. Vote Regina da Silva e Crivella”? Não vai me dizer que existe algo melhor?!..da redação, 31/8

Tragédia

Carlinhos Metodista (PL) não muda: “chame o bombeiro”. Nos bastidores, pessoas próximas dizem que um curto-circuito queimou as outras fitas do candidato. Desde então, ele não pára de repetir o apelo...da redação, 31/8

Bicho estranho

Cláudio Cavalcanti (PFL) é o campeão no quesito “sou bizarro mesmo, e daí?”: coloca uma criança cantando “atirei o pau no gato” com algumas modificações politicamente corretas. E no final ainda repete: “É isso aí, bicho!”.

Mas o vencedor na categoria “populismo barato” ganhou por unanimidade. Airton Aguiar (PMDB) se colocou no meio de sete crianças que, no final, gritam: “Airton! Airton!”...da redação, 31/8

Amo vovó

Cristiane Brasil (PTB) mostra uma senhora em uma agência bancária e diz, olhando fixo para ela: “você merece mais proteção”. Será ela avó de Cristiane? Ou a proteção é referente à onda do viagra?..da redação, 31/8

Só Jesus salva

Existem muitos candidatos da “bancada religiosa” no pleito, principalmente no PL e no PMDB. Mas quem é realmente devoto ao Senhor vota em Cristo (PV) e Oh! Glória (PRTB). É assim mesmo, “Oh! Glória”...da redação, 31/8

Anota aí

Você não agüenta maiscom todo o respeito à prática religiosao som absurdamente alto de algumas igrejas? Apareceu justamente no horário eleitoral o autor da lei que desautoriza a prefeitura a multar as entidades religiosas que abusem da devoção. É o Bispo Jorge Braz, do PMDB...da redação, 31/8

Dúvida no ar

O jingle da Jandira é animadão, parece música da Fernanda Abreu. Mas será que ninguém percebeu que ele forma um cacófato horrível no refrão “É Jandira Já”? Parece que tem um Jan que é de Irajá.....Daniela Name, O Globo, 31/8

Comitê vai realizar campanhas contra corrupção eleitoral no Rio

O Ministério Público do Rio será a sede para as reuniões do Comitê Municipal Lei 9.840, criado com o objetivo de divulgar a lei que tornou crime passível de impugnação de candidatura e de cassação de mandato a corrupção eleitoral...O Globo, 31/8

Ninguém quer ser o pai do Guggenheim..O Globo, 31/8

Apoio chapa-branca

O prefeito Cesar Maia não precisou sair de casa para buscar apoio de artistas e atletas que vêm dando depoimentos a seu favor no horário eleitoral gratuito na TV. Candidato à reeleição pelo PFL, Cesar tem recorrido a celebridades que estão ligadas, direta ou indiretamente, a seu atual governo. Mas isso nem sempre fica claro no programa...O Globo, 31/8

Showmício de R$ 90 mil

Dupla sertaneja e grupos de pagode levam 30 mil pessoas a evento promovido pelo PT em Bangu..O Dia, 30/8

Olho vivo no voto

Hoje, às 14h, promotores eleitorais se reúnem na sede do MP do Rio com representantes da Arquidiocese e de entidades civis para formar um Comitê de Fiscalização do Voto. Boa idéia...Ancelmo Gois, O Globo, 30/8

PL desautoriza ataques de Crivella ao GLOBO

Presidente nacional do partido critica candidato, que usou programa eleitoral para fazer acusações ao jornal..O Globo, 30/8

Falta feijão com arroz na campanha!

Daniela Name, O Globo, 29 de agosto, 2004. Vi o programa eleitoral de sexta-feira em Londres. E, olha, nem precisei da vassoura do Harry Potter para ir até lá. Londres é uma encruzilhada da Cidade de Deus, a favela carioca que até Hollywood já conhece — ou acha que conhece — depois do filme de Fernando Meirelles. E foi lá, em Londres, que encontrei os funkeiros Cidinho e Doca, que iam passar meia hora comigo e os candidatos a prefeito..[+]

O marketing venceu a politização

Denúncias e críticas cedem lugar a slogans despolitizados nas campanhas petistas. Para o deputado Jorge Bittar, candidato a prefeito do Rio, cujo slogan é “vale a pena mudar com Bittar”, a população não gosta de quem bate: "A população quer propostas, não discurso. Mas isso não significa esterilizar a política"...O Globo, 29/8

Muita sola de sapato no papel de coadjuvantes

Candidatos a vice-prefeito fazem campanha o dia inteiro e tentam mostrar que teriam luz própria no governo..O Globo, 29/8

Rosinha estréia nas ruas com Conde..O Globo, 29/8

Nilo tem estilo

Pode ser estranho, mas ninguém pode reclamar que Nilo Batista não tem estilo: apareceu de óculos escuros na TV. Ele não quis saber de diplomacia: atacou Cesar, acusou o PT de traidor e lembrou que Conde quis isolar a Rocinha com muro...Clarissa Monteagudo, O Dia, 28/8

Candidatos prometem enxurrada de obras

Independentemente de quem vencer a eleição para a Prefeitura do Rio, o carioca pode esperar uma enxurrada de obras. Ou começar a torcer para que as promessas feitas no horário eleitoral gratuito possam ser cumpridas, já que raramente os candidatos dizem de onde sairá o dinheiro...O Globo, 28/8

Oposição zen

Jandira Feghali oscila entre o tom suave e o discurso firme. Mas não sai do salto. Já mostrou apoio da ‘radical livre’ Heloísa Helena, em versão sorridente. É a oposição zen. Rosinha Matheus também é discreta na campanha de Conde. Tudo bem que os tempos estão bicudos, mas a governadora não podia ter trocado o blazer?..Clarissa Monteagudo, O Dia, 28/8

Garotinha no ar

Clarissa Matheus, filha da governadora Rosinha, apareceu ontem no programa de Conde. A moça treinou tudo direitinho: falou do Mercadão de Madureira como se tivesse passado a vida inteira no subúrbio. Mas ela é de Campos, vocês lembram, né?..Daniela Name, O Globo, 28/8

Aécio entra na campanha municipal de olho em 2006

O centro paulistano, ele disse conhecer como ''a palma da mão''. Ontem, no Rio, foi chamado de ''carioca'' pelo prefeito Cesar Maia (PFL). Horas depois estava em Belo Horizonte, sua verdadeira terra natal...Jornal do Brasil, 28/8

TRE em ação no Rio

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio apreendeu ontem propaganda eleitoral numa feira livre e em duas academias de ginástica. Numa feira da Gávea, quatro candidatos a vereador e um a prefeito distribuíram para feirantes sacolas plásticas com propaganda. Segundo o TRE, a distribuição é ilegal, já que os feirantes são permissionários municipais. Nas academias — uma no Recreio dos Bandeirantes e outra no Flamengo — havia propaganda de candidatos a vereador...O Globo, 27/8

Conde entra com ação contra Cesar pela distribuição de guloseimas

A coligação Frente Popular, do candidato Luiz Paulo Conde (PMDB), requisitou, ontem, ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que seja investigada a distribuição de lanches após ato eleitoral do prefeito e candidato à reeleição Cesar Maia (PFL) na escola de samba Unidos de Padre Miguel, na Vila Vintém. No ato, Cesar foi recebido pelo candidato a vereador do PDT, Paulo Vianna...O Dia, 27/8

Whitney Houston na cabeça

Os cabelos da Pastora Isabel roubam a cena na campanha do PSC. Ou dá para prestar atenção em outra coisa quando ela aparece? Naturais, implantados ou comprados, não importa: ela ficou a cara da Whitney Houston...Clarissa Monteagudo, O Dia, 27/8

Fogo no ar

Antônio Augusto (PDT) prega “a defesa da arte e da cultura do balão junino”. Alto lá: o poder público não vive gastando dinheiro em propaganda para dizer que os balões causam incêndios e são um risco à população? Candidato, converse com Carlinhos Metodista (PRP). O slogan dele é um alerta: “Chame o bombeiro”...O Globo, 27/8

Dúvida no ar

O cartunista Ziraldo ficou famoso pela frase bombástica “Eu nunca brochei”. Agora, aproveita a fama desta sua, digamos, performance, para dizer que o amigo Antonio Pitanga (PT) nunca falhou. Será?..O Globo, 27/8

Exagero

Democracia existe, a gente respeita e cada um escolhe o nome que quiser para se candidatar. Mas Maria Chupetinha não é demais?..Clarissa Monteagudo, O Dia, 27/8

O Rio do futuro: a opinião dos candidatos em relação à Guarda Municipal..Jornal do Brasil, 26/8

Lanche não recomendável

Cesar Maia atribui a vereador distribuição de sacolas de campanha com biscoitos e fruta..O Dia, 26/8

A política tem dessas coisas
da redação, 26/8

Veja que interessante. O deputado federal Chico Alencar, que é do PT mas tem sido grande crítico do conservadorismo do governo Lula, decidiu aderir à campanha do também federal Jorge Bittar à prefeitura do Rio. Uma coerência partidária, mas certamente uma incoerência ideológica.

Bittar, como se sabe, é um dos maiores defensores do governo federal e adora dizer que é "amigo" do presidente, numa tentativa de uso político deste nobre valor que é a amizade. Nada contra o governo federal ter representantes no Executivo. Mas incomoda o fato de Bittar mudar de opinião com velocidade incompatível com as convicções políticas que diz ter. Ou será apenas mais um apertador de botões?

Outro ponto que incomoda é o uso de recursos públicos para fins eleitoreiros, em benefício de determinado grupo político. Esta discurso não é exclusividade de Bittar no Rio ou de José Serra (PSDB) em São Paulo. É recorrente e visível em todo o país, inclusive no governo federal, como demonstram inúmeras reportagens da imprensa.

Esse discurso apenas reafirma a velha politicagem que se pratica no país, muito conhecida de todos, em que os "amigos" merecem mais verbas federais ou estaduais do que os "inimigos". Não pode, portanto, ser considerado "de esquerda", muito menos ser associado ao conceito de "mudança".

Não é esta a tradição do parlamentar Chico Alencar, que se destaca entre outras coisas pela sua ética política. Esta opção de participação em uma campanha com inúmeras incoerências tem, evidentemente, um preço. Alencar perde um pouco de seu imenso capital político (foi o sexto mais lembrado entre os deputados federais em 2002), pois a maior parte de seus 170 mil eleitores não está nada satisfeita com o governo federal. Além disso, o campo de esquerda do partido — do qual faz parte — se enfraquece ainda mais.

Não sou eu quem vou definir este fato, e sim o próprio futuro. Ontem (25/8), por exemplo, outdoors da campanha de Bittar apareceram com uma tarja com a inscrição "traidor dos aposentados". Refere-se à votação a favor da reforma da Previdência e, entre outras medidas, à taxação dos inativos.

O cartaz da foto à esquerda é de Bittar, mas Chico Alencar também cedeu sua imagem para os mesmos outdoors da campanha do PT e fez algumas aparições na TV. Ocorre que Alencar não votou a favor da reforma da Previdência — assim como Jandira Feghali (PCdoB), que também teve cartazes pichados, não o fez. Tanto Alencar quanto Jandira foram punidos pelos seus partidos por defender interesses dos trabalhadores.

No caso de Jandira, a pichação foi indiscutivelmente injusta — o que leva a acreditar que tenha partido de pessoas inconformadas com o crescimento dos candidatos de esquerda. Já no caso de Chico Alencar, nem tanto, pois ao entrar de corpo e alma na campanha do PT ele dá um voto de cumplicidade aos atos antipopulares do governo federal.

Foi impensada e simplista, de fato, a atitude dos pichadores, sejam eles de qual extremo for. Não é desta forma que se faz a política séria da qual precisamos.

Mas é bom lembrar que elas possuem uma lógica coerente — a mesma que fez a senadora Heloísa Helena votar contra a reforma da Previdência do governo Lula; e o próprio PT, antes de ser governo e liderado por Heloísa, votar seis vezes contra a mesma reforma que "FHC não teve coragem de fazer" (nas palavras do presidente Lula).

O PT chegou a entrar com recurso no Supremo Tribunal Federal contra a taxação dos inativos. Hoje esta mesma instância do Judiciário ajudou a aprovar, por pressão da cúpula petista, a cobrança de 11% dos aposentados e pensionistas com salário superior a R$ 2.508.

Dança da vassoura

O troca-troca político faz lembrar a antiga dança de salão em que um rapaz entregava a vassoura para outro e lhe tirava a parceira, formando pares inesperados. Adaptando para a política, ficaria assim: Heloísa Helena, que foi largada na pista pelo PT, fica ao lado de Jandira Feghali (PCdoB). Já Miro Teixeira, sem o lenço vermelho dos maragatos pedetistas – herança do gaúcho Brizola –, baila ao lado de Roberto Freire, Ciro Gomes e Denise Frossard na candidatura de André Corrêa. E alguém já se acostumou a ver o ex-petista Fernando Gabeira apoiando Cesar Maia, do PFL?

Heloísa Helena entrou em cena no horário eleitoral de Jandira mandando o eleitor “cariocar”. Seria uma provocação à campanha de Bittar, que anda paulista até a raiz dos cabelos estilo bolo de noiva de Marta Suplicy? Dos projetos aos cabos eleitorais, a terra da garoa domina o horário petista. Não se trata de acirrar o bairrismo, mas o PT faria muito bem em gravar nas ruas – do Rio, que fique claro – para esquentar sua campanha municipal...Clarissa Monteagudo, O Dia, 26/8

Pai Cesar

A equipe de marketing de Cesar Maia acerta ao desfazer a imagem do político centrado só nas obras: enfatiza programas sociais para ex-detentos, terceira idade, crianças. Muitos o eleitor estranha, porque só está vendo pela TV. O programa só exagera ao mostrar aquele falso ar de intimidade com o cidadão, comum em eleições. Ontem, ele foi alçado à qualidade de “quase um pai” por um eleitor. Pelo menos no programa do PDT, o nome de Getúlio Vargas, pai dos pobres, é evocado diretamente...Clarissa Monteagudo, O Dia, 26/8

TRE manda investigar entrega de cestas básicas

ONG ligada a Garotinho foi flagrada distribuindo alimentos na Tijuca em troca da apresentação do título eleitoral..O Globo, 25/8

Máquina eleitoral

O poder tem mesmo vantagens: no caso do programa eleitoral, livre trânsito por órgãos municipais e patrimônio público à disposição. Ontem, a equipe de Conde gravou dentro da ambulância do projeto Emergência em Casa, do estado. Os marqueteiros de Cesar também já pegaram carona no Ônibus da Esperança (que leva crianças a escolas municipais). Tomara que não tenham chegado atrasadas na aula. Já a “reportagem” de Conde não passa da porta do Souza Aguiar, que é municipal. Estranho, não?..Clarissa Monteagudo, O Dia, 24/8

ONG ligada a Garotinho distribui cestas básicas

Para se cadastrar e receber alimentos em reduto do vereador Chico Aguiar, beneficiados apresentaram título eleitoral..O Globo, Folha de S. Paulo, 24/8

Kit Garotinho

Todos os candidatos a prefeito em cidades do Estado do Rio ligados a Garotinho recebem de graça para suas campanhas dois shows. Um é do cantor Elymar Santos, claro. O outro, do grupo gospel Celebrai...Ancelmo Gois, O Globo, 24/8

Curiosidade estranhíssima

Quem mais usa, abusa e utiliza o Poder é Cesar Maia. Só que jamais é incomodado ou responsabilizado. Por motivos óbvios, recebe amplíssima divulgação na Globo e na Band. Esses dois canais de televisão podem ser acusados de muita coisa, menos de ingratidão. A Band tem "dever literário" com Cesar Maia. A Globocabo, quando se fala em Maia, lembra de como ele furou o chão para ela. Gratidão é um sentimento nobre...Helio Fernandes, Tribuna da Imprensa, 23/8

De olho na TV

Eleição é coisa séria, mas não dá para segurar uns risos diante de alguns candidatos a vereador no horário eleitoral gratuito...Jornal do Brasil, 23/8

Candidata do PCdoB faz um solo de bateria no Largo da Carioca e recebe elogios

“A candidata rock and roll”. Assim definiu o professor Jorge Casa Grande a deputada Jandira Feghali, candidata à prefeitura pelo PCdoB, depois de um show de bateria que ela deu ontem no Largo da Carioca. Jandira tocou como convidada da Orquestra de Baterias, dirigida por Jorge, que se apresentou no local com 20 alunos. Depois de um solo de dois minutos, vieram os aplausos seguidos de rasgados elogios do professor: “Ela mandou ver, tem pegada firme de rock and roll puro. Está aprovada”...O Dia, 21/8

Começa a guerra jurídica no TRE

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) proibiu ontem o prefeito Cesar Maia (PFL), que disputa a reeleição, de apresentar seus projetos em programas do horário gratuito eleitoral em outros municípios. A liminar do juiz Gerardo Carnevale atendeu a uma representação do PMDB, partido do candidato Luiz Paulo Conde, apresentada na quinta-feira. Cesar, segundo a representação, apareceu no SBT durante o programa da candidata Aparecida Panisset (PFL), candidata a prefeita de São Gonçalo, divulgando suas obras no Rio e projetos para um próximo mandato...O Globo, 21/8

Maia ataca adversários com apelidos

O prefeito do Rio e candidato à reeleição, Cesar Maia (PFL), está apelidando seus principais adversários na sucessão municipal. Após chamar a candidata do PC do B, Jandira Feghali, de "rabanete" (vermelha por fora e branca por dentro) e Luiz Paulo Conde (PMDB) de "baleia", Maia comparou ontem o candidato do PL, Marcelo Crivella, a Azambuja, personagem do humorista Chico Anysio. "Ele é como o Azambuja. Cada dia aparece de uma forma diferente. No debate da TV Globo, disse que foi surfista. Ontem [anteontem], se apresentou como taxista. É também cantor, compositor, engenheiro. É um personagem múltiplo", disse...Folha de S. Paulo, 20/8

Auto-ajuda

Receita para se candidatar a vereador: misturam-se duas preocupações sociais (respeito a aposentados e creches) a um problema de infra-estrutura (transporte tem feito sucesso), combina-se com uma frase de auto-ajuda (“É semeando que se colhe um futuro melhor”, que tal?).

Aí, o sujeito fica duro em frente à câmera e diz: “Respeito aos aposentados, creches e transporte. É semeando que se colhe um futuro melhor”. E projetos para resolver problemas, nada. Partidos podiam adotar outros modelos, como programas de perguntas, que dão certo desde a TV Tupi, para badalar candidatos. Dá até para resgatar o bordão de J. Silvestre: “Resposta absolutamente certa”...Clarissa Monteagudo, O Dia, 20/8

Rio 40 graus

No Rio, o horário eleitoral não foge ao conflito. Luiz Paulo Conde e Jorge Bittar atiraram contra a saúde e o transporte sob o prefeito Cesar Maia. Mas parou por aí. Bittar e seu publicitário Nizan Guanaes apostam na vinculação com Lula. E Maia, a exemplo de Marta em SP, vende e promete marcas, tipo Favela-Bairro. A singularidade carioca é a música. O jingle de Maia é do sambista Dudu Nobre. O clipe de Jandira Feghali conta com a própria candidata na bateria..Nelson de Sá, Folha, 19/8

Depois da baleia encalhada, um rabanete na campanha

Após recorrer ao mundo animal para comparar a candidatura de Luiz Paulo Conde (PMDB) a uma baleia encalhada, o prefeito Cesar Maia (PFL), candidato à reeleição, apelou ontem para os vegetais ao criticar Jandira Feghali (PCdoB). 

— A Jandira é um rabanete: vermelha por fora e branca por dentro. Com a construção naval por trás, a Unimed por trás. Não critica planos de saúde nem a falta de aplicações de dinheiro do estado na saúde. É a Miss Rabanete — disse ele, ao comentar as críticas de Jandira à administração. — Ela é financiada pela construção naval, inclusive pela empresa Marítima, responsável pelo afundamento da plataforma da Petrobras. 

Jandira desafiou o prefeito a provar o que disse: 

— Outra vez o prefeito se mostra grosseiro e truculento. Ele está desafiado a provar que tenho apoio de planos de saúde ou recebi um só tostão deles. Se mantiver o que disse, terá que provar, pois vou processá-lo...O Globo, 18/8

O que há de novo e de velho nos projetos de Cesar

No programa de governo do candidato à reeleição Cesar Maia, o novo confunde-se com a continuidade, ignorando promessas de eleições anteriores nunca cumpridas...O Dia, 17/8

E pode?

Alô, TRE! O candidato a vereador Wagner Siqueira anda distribuindo cobertores na Rua 3, na Rocinha, no Rio...Ancelmo Gois, O Globo, 15/8

Barraco eleitoral

Barraco no PFL do Rio. A vereadora carioca Leila do Flamengo registrou queixa na 9 DP, no Catete, contra o colega de mandato e de partido Índio da Costa. Acusa (palavras dela) “pitboys da campanha de Índio”, que freqüentariam uma academia da Rua Marquês de Abrantes, de ter ameaçado de agressão ela própria e seu pessoal durante corpo-a-corpo no Flamengo, ontem, por volta das 12h. A conferir...Ancelmo Gois, O Globo, 14/8

Cesar dançou

A 34ª Vara Cível do Rio condenou Cesar Maia, ontem, a pagar R$ 200 mil à produtora carioca Full Time. A empresa trabalhou numa campanha eleitoral do prefeito, há seis anos, mas não recebeu o combinado. O alcaide tentou transferir a responsabilidade da dívida para o PFL, mas o juiz barrou o drible...Boechat, Jornal do Brasil, 12/8

TRE apreende jornal do PMDB

Fiscais do Tribunal Regional Eleitoral apreenderam ontem à noite, no diretório do PMDB na Barra da Tijuca, 40 caixas com exemplares do jornal “Hora da Verdade”, distribuído por militantes do partido com acusações contra o prefeito Cesar Maia, candidato à reeleição pela coligação PFL/PSDB. Num carro estacionado em frente ao diretório, os fiscais encontraram outras dez caixas.

Na operação foram presos cinco cabos eleitorais que faziam propaganda com o jornal, num ponto de ônibus em frente ao BarraShopping, em favor do candidato pemedebista, Luiz Paulo Conde. O juiz da 16 Zona Eleitoral, Gerardo Carnevale, que integra a Comissão de Propaganda e Direito de Resposta do TRE, aceitou uma representação do PFL com base na Lei 9.504, que proíbe a propaganda com base em calúnias, injúrias e difamações, e determinou que os exemplares fossem recolhidos. A assessoria de Conde disse que até o início da noite o candidato não fora informado da apreensão...O Globo, 11/8

"Intolerância e insensibilidade são a marca do atual prefeito", diz Jandira

A candidata Jandira Feghali, da coligação 'Rio do Bem', visitou nesta manhã o Hospital de Traumato-Ortopedia no bairro de Fátima. A candidata conversou com eleitores e ouviu queixas dos usuários, médicos e funcionários da saúde. "A intolerância e insensibilidade com o povo carioca são as marcas do atual prefeito", comentou Jandira.

A candidata também comentou as declarações do prefeito sobre seus adversários: "foi deselegante e preconceituoso o comentário do prefeito sobre Conde, comparando-o à baleia encalhada". Quanto às declarações do prefeito sobre sua candidatura, afirmou que "esta fixação do prefeito na minha candidatura demonstra insegurança. Ele deveria discutir o assunto com seu analista. Nos veremos no segundo turno", afirmou a candidata...Da redação, 10/8

Na eleição carioca, vices para todos os gostos

Marcelo Crivella e Nilo Batista escolheram ontem mulheres como companheiras de chapa..Jornal do Brasil, 5/7

Ano eleitoral

Dia desses um líder comunitário de Madureira ligou para a Rioluz cobrando resposta para um pedido de iluminação e quem atendeu do outro lado da linha disse que só poderia dar um retorno depois de outubro. Enquanto isso, solicitações de vereadores são atendidas rapidamente...Marcelo de Mello, O Globo, 4/7

Deputado não declarou suas empresas ao TRE

Documentos obtidos na Junta Comercial mostram Domingos Brazão como sócio de firmas entre 1997 e 2001..O Globo, 4/7

A fé que move a eleição

Marcelo Crivella e Manoel Ferreira disputam o eleitorado evangélico..Jornal do Brasil, 4/7

Caxias: Político acusado de crime

Adolescente preso afirmou que morte de candidato em Caxias foi encomendada por homem eleito na Baixada Fluminense..O Dia, 3/7

Cestas na conta de Garotinho

ONG que distribui alimentos encontrados com cadastros de eleitores serve de base de apoio político para ex-governador..O Dia, 3/7

TRE já recebeu outras denúncias de distribuição de cestas ligada a PMDB e ONG..O Dia, 3/7

Desenho eleitoral

Caiu o véu que escondia o apoio de O Globo à reeleição do prefeito César Maia...Gustavo Barreto, 3/7

Cesta básica em troca de voto

Justiça eleitoral apreende sacolas com itens de alimentação e cadastros de eleitores em casa de assessor do vereador Professor Uoston (PMDB)...O Dia, 2/7

Eleitores de Conde advertidos

Apesar de a propaganda política ainda estar proibida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), eleitores se reuniram ontem nas imediações do Projac para pedir votos para o candidato do PMDB à Prefeitura do Rio, Luiz Paulo Conde...Jornal do Brasil, 2/7

Difícil vai ser cumprir

Cesar, Crivella, Conde, Bittar e Jandira lançam mão de promessas em debate na TV Globo..O Globo, Jornal do Brasil, 2/7

Desenho eleitoral
da redação, 2/7

Caiu o véu que escondia o apoio de O Globo à reeleição do prefeito César Maia.

Depois de fazer boas reportagens sobre o debate da Globo, o jornal diz que "especialistas vêem mensagens narcisistas, infantis, desconexas e frias nos traços dos candidatos, aprovando apenas o de Cesar" (3/7).

Um ataque direto e preciso a todos os que se opõem ao governo narcisista, infantil, desconexo e frio de Cesar Maia.

Os tais especialistas tem como base da "análise política"pasmem"desenhos feitos pelos cinco principais candidatos à prefeitura do Rio, que ilustraram a capa do caderno especial sobre as eleições publicado ontem pelo GLOBO".

Uma "analista" é psicanalista e o outro é psicoterapeuta. Patético, mas uma boa forma de atingir a classe média e high society carioca, em grande parte completamente despolitizada.

Na reportagem: "Somente o prefeito Cesar Maia escapou sem arranhões da avaliação. Sua escola, ladeada por um estádio e por árvores, com as portas abertas e a figura de uma criança se dirigindo à porta e a calçada lembrando as de Copacabana mostram, de acordo com a psicanalista e o psicoterapeuta, uma mensagem mais estruturada, um uso da representação da candidatura através do desenho. 

— Para mim, foi a representação mais política de uma candidatura. Passa a sensação de que ele sabe que está fazendo o desenho para o eleitor e, por isso, quis sensibilizá-lo para um projeto político. Em termos do uso dos traços para a representação da candidatura, foi inteligente — analisou Figueiredo."

Ah, que bobagem lembrar que a infância e a adolescência da áreas populares da cidade, como a Zona Oeste, estejam esquecidas pelo prefeito. Bobagem. O que importa é que o desenho de Cesar passa um projeto político de quem "sabe o que está fazendo".

Lamentável apenas é o fato de o jornal O Globo ter tentado, nesta reportagem, nos tratar como crianças de cinco anos.

Mais enganação
da redação, 2/7

No Globo hoje (2/7): "Bittar, ao citar os Jogos Pan-americanos de 2007 como uma oportunidade de se fazer investimentos de infra-estrutura na cidade, prometeu “investir maciçamente na questão do saneamento”. Ele só não disse que a construção e a operação das redes de água e esgoto são atribuições do estado."

Nem sendo "amigo do presidente" ele poderá cumprir a promessa.

E a hipocrisia: "Cesar Maia, ao afirmar que os servidores são a questão básica em qualquer administração pública, disse que não podia entender como os deputados, na votação da reforma da Previdência, instituíram a cobrança de contribuição previdenciária de servidores inativos. Porém, o seu partido, o PFL, votou pela medida quando proposta pelo governo Fernando Henrique e, mais recentemente, ajudou a aprová-la no governo Lula."

E o Crivella, não se esqueçam, já foi surfista (?).

Papai manda, eu obedeço
da redação, 2/7

"Está sendo muito constrangedor para mim. Eu estava na cúpula da campanha do Cesar e foi um choque total quando soube por meu pai que a coligação com o PFL estava desfeita. Mas compreendi as razões de papai e sou como um soldado. Ele manda, eu obedeço". (no Globo de 1/7)

A fala é de Cristiane Brasil, filha do deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ), que agora apóia Jorge Bittar, do PT. Até abril, ela era secretária municipal da Terceira Idade, nomeada por Cesar Maia.

Roberto Jefferson — veja bem, Roberto Jefferson, líder do governo Collor — agora é petista desde criancinha. Bittar, contra toda a História: "O PTB nunca foi um inimigo. Pode ter sido um adversário eleitoral, podemos ter trilhado caminhos distintos aqui e ali, mas é um partido que se pauta pela coerência e pela lealdade. Não é um arranjo de oportunistas para arrumar mais votos."

Da Folha (2/7): "O advogado Roberto Jefferson Monteiro Francisco, 51, virou personagem nacional ao se destacar como um dos líderes da tropa de choque de Fernando Collor (1990-1992) no Congresso. Na época, batia duro nos adversários de Collor, inclusive nos petistas."

Para Jefferson, "nós mudamos e o PT mudou".

"Eu já estava com outro discurso pronto"

Cristiane, de novo: "Foi um susto muito grande, eu já estava com outro discurso pronto. Mas tudo bem, faz parte do jogo. As primeiras 24 horas foram meio traumáticas, mas agora está tudo bem. Fui muito bem recebida pelo PT, estou satisfeita de ter conhecido o Bittar, e vamos em frente."

Chico Alencar, da esquerda petista, reclama:

"A coligação com o PTB na eleição proporcional do Rio, para a Câmara Municipal, é um desatino prático e político. O PT, seguramente, perde uma vaga. E garantirá um mandato que não terá qualquer ponto em comum com o ideário do nosso partido. Quem votar em qualquer candidato do PT estará ajudando a eleger, por exemplo, o Carlos Bolsonaro, que compartilha com o pai deputado federal o horror aos direitos humanos e a rejeição ao próprio PT".

Em Brasília não. Já no Rio...

Alencar lembrou que o partido foi contrário a essa decisão no decorrer do debate da Reforma Política, que tramita na Câmara. Segundo ele, o PT se posicionou contra coligações proporcionais, mas no Rio optou por esse caminho. "Não posso apoiar um negócio desses. Isso é incoerência total".

O deputado estadual Alessandro Molon também criticou duramente a coligação com o PTB na eleição proporcional do Rio. Aí o Bittar, que como eu já disse está alucinando e afundando mais rapidamente do que parece, diz: "O partido nunca esteve tão unido".

E tem gente que ainda acredita em Papai Noel.

*.*.*
ERRAMOS
Ao contrário do que havíamos publicado, Amaury de Andrade não é ligado ao PSDB.

*.*.*
Primeiro debate eleitoral
da redação, 1/7

Aconteceu na Rede Globo hoje (1/7) o primeiro debate com os candidatos à prefeitura do Rio. Se não me engano, Marcelo Crivella e Jandira Feghali foram os que mais se destacaram, sem julgar aqui suas carreiras políticas.

Falando em julgamento, Cesar Maia fechou sua apresentação (é um artista) dizendo: "quem julga é Deus, em primeiro lugar, com a licença do senador Crivella". Um artista.

E o Tribunal Regional Eleitoral? É ali que o povo vai julgar. Se for para o segundo turno, Maia não sustenta a "fama" (de onde veio?) de bom administrador.

Números, números, números

Maia, aliás, só sabe mentir e se esconder atrás dos números. Cita-os sem parar. Ninguém entende nada. "471.561 mil". Quem se importa? Jandira Feghali repetiu duas vezes: "As pessoas são pessoas, não números". Crivella foi no mesmo sentido.

Bittar, coitado, já perdeu. "Eu sou amigo do presidente Lula", se desespera. Totalmente perdido, vai perder feio e prejudicar a candidata de esquerda, Jandira.

Ninguém sabe, ninguém viu

Conde, outro mentiroso. Em determinado momento o vice-governador diz: "O dinheiro gasto com publicidade poderia ser gasto na saúde". Logo quem. Sua governadora Rosinha Matheus (PMDB) aumentou em 2.025% o gasto com publicidade em seu primeiro ano de mandato. Por "saúde" eles entendem "farmácia popular". Ou seja, remédio e assistencialismo. Esquecem a prevenção, muito mais barata. Um acinte aos médicos, mas a máfia farmacêutica aplaude.

Enquanto isso, de janeiro a outubro de 2003, o déficit orçamentário do Estado chegou a R$ 1 bilhão, e o déficit previdenciário, R$ 2,5 bilhões. Se conseguirem a prefeitura, prometem quebrar também o caixa da cidade. "Vamos oferecer ônibus a um real", diz Conde. Vão quebrar tudo no Rio, mais dez anos de prefeitura com governantes culpando a "herança maldita".

Bom comunicador talvez

Seu ex-aliado e atual prefeito, o "bom administrador", gasta 600 vezes menos o que deveria com o Programa de Assistência Social para População de Rua. A previsão de gastos para este ano aumentou 897%, enquanto despesas com população de rua e dengue foram reduzidas.

Daí para o fechamento de centros de atenção ao dependente químico e ao menor abandonado é um pulo. "Sou um bom administrador". Um artista.

Números, números, educação se sobrar

Constatação antiga: não é apenas de números robustos que vive a educação municipal. Os dados frios escondem dois problemas: distribuição mal feita de vagas (com ônus para regiões populares como a Zona Oeste e a Leopoldina) e qualidade que não permite o correto aprendizado e forma analfabetos funcionais. Muitas creches, ainda por cima, estão fechando.

O que diz Cesar Maia? Números, números, números. “Não adianta fabricar dados, porque não vai passar. É típico desse gestor criar uma aura de conhecimento, com dados que não são reais”, disse Jandira ontem (30/06).

A máfia citada

Na questão dos transportes, Jandira foi corajosa e citou nominalmente os dois mafiosos que comandam o tema no Rio: Amaury de Andrade e Jacó Barata. Vivem da famosa e igualmente citada "indústria do engarrafamento". Estão em sintonia com a atual prefeitura.

"É uma mentalidade rodoviária", critica. Faz menção ao transporte aquaviário, esquecido.

Mulheres como "nicho eleitoral"

O Bittar, lá no meio, levantou a questão da mulher. Conde se enrolou feio, quem viu viu. "Homens e mulheres são coisas importantes". Um pouco antes, querendo ser simpático: "Eu tive muitas secretárias e me dou muito bem com as mulheres". A pergunta era sobre as propostas para a questão feminina.

O própria Bittar segue tática do PT federal, que em 2002 começou uma campanha rosa. "São mais de 50% do eleitorado", repetem os petistas em todos os lugares. Em grande parte oportunismo. A única candidata não foi ouvida, reconhecida nesta área por todos.

Debate representativo

Estavam não apenas nomes, mas os representantes das diversas "facções" (nas palavras de Conde), cada um trazendo a força de uma corrente política. Maia, Conde e Bittar representam o atrasado, o conservador, aquilo que o carioca não agüenta mais. A origem de boa parte de nossos problemas.

Cada um com seus retrocessos, mas todos retrocessos. Assistencialismo, práticas eleitoreiras, ausência de humanismo e arrogância. Jandira e Crivella possuem boas propostas (pelo que parece), mas são uma incógnita.

Onde está e onde deve ficar o poder

É sempre bom ficar de olho no artigo 5o da Constituição Federal, que lembra o caráter laico da nossa República e diz ser "inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos". Em um Rio cujo poder dos diversos grupos religiosos é muito grande, cabe não misturar o que já foi há muito separado.

Antes de votar, atente para os partidos da coligação e para o vice. Esta observação é essencial porque, uma vez no poder, o candidato terá de indicar nomes para as secretarias. E reside aí boa parte das responsabilidades do executivo municipal.

Está confirmado: um deles vai entrar. Informe-se, portanto, para não fazer feio e cobre ações durante toda a legislatura.

Leia o original deste texto

*.*.*
PSTU na Justiça contra debate

O candidato do PSTU, Otacílio Ramalho, entrou ontem com pedido na Justiça para garantir sua participação no debate. “A pesquisa que serviu de base para a escolha dos candidatos no debate não incluiu o meu nome”, diz o candidato, que vai esperar a decisão na porta dos estúdios da TV Globo, em Jacarepaguá.

Diária Nunca Mais

A favor ou contra, os militantes vão roubar a cena do lado de fora. O movimento Diária Nunca Mais diz que pretende desmascarar o prefeito Cesar Maia diante das câmeras. “A população tem que saber que seu prefeito não cumpre a lei”, diz o vereador Pedro Porfírio (PDT).

Fãs ou soldados?

O vereador Mário Del Rei (PMDB) recrutou 100 moradores de comunidades do Centro e da Zona Sul para aplaudir Luiz Paulo Conde. Já a vereadora Rosa Fernandes (PFL) levará à televisão um grupo de amigos partidários de Cesar.

Nilo Batista, mas pode me chamar de Brizola

“Brizola é o candidato, eu só o represento”. Com o lenço maragato no pescoço, foi assim que o candidato do PDT à Prefeitura do Rio, Nilo Batista, agradeceu a confirmação de seu nome na convenção do partido ontem. A memória de Leonel Brizola, morto há 10 dias, será exaustivamente utilizada na campanha: até a cédula da convenção tinha sua foto, e seu neto Carlito será um dos puxadores de votos da legenda para vereador. As informações são do jornal O Dia de hoje (1/7).

Cesar e Bittar perdem eleitores

Queda dos candidatos do PFL e do PT favorece Crivella e Jandira, que ganham fôlego na corrida pela Prefeitura do Rio...Jornal do Brasil, 29/6

Carros oficiais nas imediações do lançamento de Cesar Maia

Três carros a serviço da Prefeitura do Rio estavam ontem estacionados na área interditada para a convenção do PSDB e do PFL: a Kombi branca de placa KMX-6613, da Secretaria de Meio Ambiente, que continha faixas com propaganda política; o Gol branco de placa KMP-0692, da Secretaria Municipal de Obras; e o Gol branco da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de placa LIE-1150...O Globo, 28/06

Crivella compara prefeito ao ministro Palocci

Ao ser oficializado candidato a prefeito do Rio anteontem, o senador Marcelo Crivella (PL) afirmou que o prefeito Cesar Maia (PFL), candidato à reeleição, repete no Rio a política fiscal do ministro Antonio Palocci (Fazenda). "Temos de trocar o superávit primário pelo superávit social. Não dá para ficar guardando dinheiro para gastar só no ano eleitoral", disse. "Poupar para investir é uma boa política fiscal", respondeu o prefeito...Folha de S. Paulo, 28/06

Incentivado por Lula, PTB rompe com Cesar Maia e vai apoiar Bittar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está se empenhando pessoalmente em inflar o PTB e enfraquecer o PPS. No último mês, enquanto o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (PE), aumentou o tom das críticas ao governo, Lula conversou com os governadores Eduardo Braga (AM) e Blairo Maggi (MT) e com o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, sobre a transferência deles para o PTB.

Há oito dias Lula tratou do fortalecimento do PTB com o presidente do partido, deputado Roberto Jefferson (RJ). Ontem, Jefferson anunciou que seu partido rompeu com o prefeito Cesar Maia (PFL), candidato à reeleição, e vai apoiar a candidatura do deputado Jorge Bittar (PT)...O Globo, 25/06

Cesar Maia não deve escapar do segundo turno no Rio

Prefeito busca a reeleição em chapa que terá como vice o deputado do PSDB Otávio Leite. A outra vaga do segundo turno pode ir para Marcelo Crivella, do PL. Esquerda, desunida, ocupa o quarto e o quinto lugar em pesquisa divulgada esta semana...Agência Carta Maior, 17/06

Denise inspira Jandira na segurança pública

Até pouco tempo a segurança pública não passava de coadjuvante nos debates das campanhas municipais. Com o aumento da violência, os candidatos à Prefeitura do Rio passam a dedicar generosos espaços ao tema em seus programas. A candidata do PCdoB, Jandira Feghali, mostrou esta semana ao JB seu programa de governo para a segurança. As diretrizes foram inspiradas nas idéias da deputada federal Denise Frossard (PSDB), que abriu mão de disputar o cargo e vai anunciar apoio a Jandira assim que o PSDB formalizar a aliança com Cesar Maia (PFL)...Jornal do Brasil, 11/6

Xerife da propaganda no Rio quer disputa limpa

A ansiedade dos candidatos, que se lançaram na corrida aos votos antes do carnaval, vem dando muito trabalho ao juiz de fiscalização da propaganda eleitoral do Rio, Luiz Márcio Victor Alves Pereira. Como a campanha só está legalmente autorizada a começar em 6 de julho, o juiz já recolheu carros de som e um trio elétrico, mandou vereadores tirarem suas fotos da fachada de centros sociais e determinou a retirada de uma inserção partidária da TV. De quebra, também foi sob seu comando que teve início o processo que resultou em multa para três dos principais candidatos à prefeitura do Rio de Janeiro por fazer propaganda fora de época...O Globo, 6/6

Fé no velhinho

Hoje, num encontro nacional do PDT em São Paulo, o velho Brizola, 82 anos, deve anunciar que é candidato à sucessão de Lula em 2006...Ancelmo Gois, O Globo, 4/6

Jandira é a única candidata na disputa pela Prefeitura do Rio

Durante o dia de ontem (28/4), a disputa pela Prefeitura do Rio sofreu sua primeira baixa, com a desistência da candidata do PSDB, dep. federal Juíza Denise Frossard. Em carta distribuída à imprensa, a deputada desiste da candidatura após tomar conhecimento, pela imprensa, de um acordo da direção carioca dos tucanos de apoiar o atual prefeito Cesar Maia (PFL). No plenário, a deputada federal Jandira Feghali, indicada neste final de semana pelo Comitê Central do PCdoB como pré-candidata à prefeita do Rio de Janeiro, pronunciou-se sobre a alteração no quadro eleitoral da cidade do Rio. Leia a íntegra da intervenção

César Maia e Bittar multados pelo TRE

O prefeito César Maia e o candidato do PT à prefeitura, Jorge Bittar, foram multados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio por propaganda ilegal. César recebeu dois autos de infração por distribuir faixas e outdoors enaltecendo seus feitos. Bittar teve a foto e o nome destacados em peças publicitárias sobre o aniversário do PT. Ambos prometem recorrer. O processo contra o prefeito nasceu no TRE. O candidato do PT foi denunciado pelo PDT. O valor das multas é de R$ 21.281...Jornal do Brasil, 29/4

PT nacional cuidará da eleição no Rio

O secretário de Organização do PT Nacional, Sílvio Pereira, vai coordenar de perto a campanha do deputado Jorge Bittar (PT) à Prefeitura do Rio. Essa é uma das estratégias para fortalecer a imagem do partido no Estado, já com vistas às eleições estaduais e presidenciais de 2006. Nacionalmente, o partido seguirá as diretrizes de uma campanha institucional, que terá a marca do publicitário Duda Mendonça. Fiel a essa linha, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não subirá ao palanque.

Na disputa de 2000, no Rio, o PT lançou nomes em 25 cidades; para este ano já estão definidos candidatos próprios em 45 municípios. O publicitário Nizan Guanais produzirá os programas de TV e de rádio para os candidatos fluminenses. No domingo passado, 5.300 filiados do PT no Rio elegeram 617 delegados que vão homologar em abril a candidatura de Bittar à prefeitura. A executiva estadual do partido, junto com parlamentares e outros pré-candidatos do Estado se reuniram na tarde de ontem, no Centro, para discutir as estratégias eleitorais...Jornal do Brasil, 23/3

Cesar e Garotinho, mais farpas

Em mensagem por correio eletrônico aos secretários, o prefeito Cesar Maia avisou que os telefones do primeiro escalão da administração são alvos de escuta ilegal, o popular grampo. Acusou o secretário de Segurança Pública do Estado: "Não fizemos qualquer varredura dos aparelhos, mas o Garotinho tem uma central capaz de monitorar 800 telefones." Anthony Garotinho negou qualquer controle sobre os telefones da prefeitura. "Só fizemos interceptações de modo lícito." O secretário acusa o prefeito de "promover o noticiário político baseado na universidade e nos seus factóides."..Jornal do Brasil, 18/3

Jandira Feghali se lança como candidata da esquerda no Rio

No Rio, o PC do B, tradicional aliado petista, decidiu disputar a prefeitura com candidato próprio, a deputada Jandira Feghali. Vai dividir os votos da esquerda com o deputado Jorge Bittar, representante do PT...Jornal do Brasil, 15/3

Garotinho já se lança candidato para 2006

Com ataques ao Governo Lula, o secretário de Segurança do Rio, Anthony Garotinho, assumiu a presidência do PMDB fluminense já se lançando como candidato a presidente da República em 2006. Garotinho, que nomeou Waldomiro Diniz para a Loterj em 2001, chamou o Governo Lula de medroso por, segundo ele, temer a CPI que investigaria o escândalo envolvendo o ex-assessor do Planalto...O Globo, 8/3

Chico Alencar quer contas na internet

Um dos mais ardorosos defensores da reforma política, principalmente em relação ao financiamento público das campanhas e à lista preordenada para os legislativos, o deputado federal Chico Alencar (RJ) promete sacudir seus companheiros do Partido dos Trabalhadores. Vai propor, hoje, à bancada da Câmara, que todos os candidatos do PT a prefeito este ano prestem contas de suas campanhas, diariamente, na internet, a partir da homologação das candidaturas, em junho...Jornal do Brasil, 3/3

Quem é o vice de César Maia?

O caso Waldomiro Diniz revela que a Igreja Universal possui tentáculos que a ligam ao mundo do jogo. Diniz sempre foi conhecido como representante da Universal no governo Garotinho. Agora, é tido como petista e, se bobear, nem acredita mais em Deus. 

Por falar em Universal, você sabe quem é o vice-prefeito de César Maia? Pense bem. Tente refrescar a memória. Lembrou? Não? Puxa vida, quer dizer que você votou nele, mas não conhece Marco Valles, o ilustre vice-prefeito, representante da Igreja Universal no governo de César Maia?

Na eleição municipal passada, o candidato Luiz Paulo Conde foi procurado por dirigentes da Igreja Universal, que lhe ofereciam apoio, caso a seita recebesse a módica quantia de R$ 700 mil. Com problemas de caixa e de consciência, Conde recusou. César Maia então entrou no circuito, deu R$ 1 milhão aos bispos e também o cargo de vice-prefeito. Foi assim que o pastor Marco Valles tornou-se vice-prefeito de César Maia...Mauro Braga, Tribuna da Imprensa, 1/3

Eleições e esquerda no Rio

O Rio precisa de uma renovação política e ideológica, de um governo que privilegie efetivamente o social, com políticas voltadas prioritariamente para suas regiões marginais, de caráter educacional, de saúde pública, políticas culturais e de lazer. Por Emir Sader...Jornal do Brasil, 15/2

PT para carioca ver (e votar)

O ato político promovido hoje no Rio para comemorar os 24 anos do PT será também a festa de lançamento da pré-candidatura do deputado Jorge Bittar (PT-RJ) à prefeitura carioca. Com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de pelo menos 13 ministros, o ato será iniciado às 19h.

— Esse ato serve para prestigiar o PT do Rio. Não vou esconder que também quero valorizar a candidatura de Bittar. Vamos fazer de tudo para ele ir ao segundo turno da eleição — disse o presidente do partido, José Genoino...O Globo, 13/2

Vereadores

Informação que os corredores da Câmara municipal confirma: pelo menos, metade dos vereadores não se reelege. Pior ainda: se a TV Municipal começar a ser exibida antes da eleição, transmitindo os trabalhos da casa, as reeleições serão ainda menores...Mauro Braga, Tribuna da Imprensa, 26/1

Votando no vice

No Rio capital a grande batalha: o casal Garotinho escolhendo um candidato para enfrentar Cesar Maia. E este tentando um vice, pois é evidente que se for reeeleito só ficará 15 meses. Em abril de 2006, tentará pular para o plano nacional. A eleição municipal, isolada, é um tormento. O eleitor que não esqueça: votando em Cesar estará elegendo o vice...Helio Fernandes, Tribuna da Imprensa, 3/1

Aliados em Brasília, adversários no Rio

O PT do Rio de Janeiro, que jamais ganhou uma eleição majoritária na cidade, inicia a marcha pela cadeira do prefeito Cesar Maia num quadro pouco animador. A ampla aliança, que no plano nacional dá sustentação ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva, está longe de se reproduzir no Rio. Ao contrário. Na cidade, os mais fiéis aliados de Lula estarão na oposição ao pré-candidato do partido, deputado federal Jorge Bittar (PT), quarto colocado nas pesquisas de opinião...O Globo, 1/1
 
 

Consciência.Net
Últimas
Arquivo 2003
Campanha fluminense
Eleições 2004
Que tem nosso apoio!
Corrupção: o que você pode fazer
Rio, cidade partida
.
Denuncie!
Denuncie propagandas eleitorais irregulares pelos telefones 2253-4697 & 2532.1226, na página do TRE-RJ, ou pelo jornal O DIA
.
Candidatos
.André Corrêa
.Cesar Maia
.Jandira Feghali
.Jorge Bittar
.Lenine Madeira
.Luiz Paulo Conde
.Marcelo Crivella
.Nilo Batista
.Otacílio Ramalho
.Thelma Maria
 
.Candidatos dos outros municípios
.
Dicas
.TRE-RJ
.IUPERJ
.O Dia
.UOL
.RJ-TV
.Blog sobre Eleições
.
Orientação..Maurício Lissovsky, professor da Escola de Comunicação da UFRJ. Propaganda Eleitoral na TV: eleições municipais 2004

Contato..[email protected]