Amazonas, Brasil
.
Produtores de soja agridem secretário-geral do GTA

O secretário-geral da Rede Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), Adilson Vieira, foi agredido fisicamente por produtores de soja e pelo secretário de Produção e Abastecimento da Prefeitura de Humaitá, cidade do sul do Amazonas. A agressão aconteceu durante um seminário sobre alternativas aos desmatamentos no sul do Amazonas realizado em Manaus no dia 11 de agosto. Após seu discurso, o secretário foi cercado por mais de uma dezena de produtores de soja, que o ofenderam com várias palavras de baixo calão. Foi então que o secretário municipal de produção de Humaitá, Sérgio Calares, agrediu-o com um pontapé. Em sua fala no seminário, o ecologista defendeu a preservação do Cerrado Amazônico e a proteção das terras de populações tradicionais contra a ação dos grileiros. Além disso, defendeu que a rodovia BR-319, ligando Manaus a Porto Velho, precisará ter uma discussão participativa como está sendo feita com a BR-163 (entre Cuiabá e Santarém). Com informações da Revista do Terceiro Setor, 2/9/2005.

indígenas
Funai nomeará líder indígena para administração regional de Manaus

MANAUS. O líder indígena Pedro Garcia, da etnia tariano, será o novo administrador regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Manaus. A notícia foi divulgada na Rádio Nacional da Amazônia por Izanoel dos Santos Sodré, coordenador da Amazônia Ocidental da Funai. A nomeação atende a uma reivindicação antiga do movimento indígena, que ocupou em protesto a sede da autarquia em Manaus durante 27 dias, em janeiro, resultando na exoneração do administrador Benedito Rangel. Da Agência Brasil, 3/6/2005..[+]

Contrastes contemporâneos

Pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da USP vão desenvolver, por dez meses, trabalhos de educação e saúde em um distrito indígena no interior do Amazonas. O objetivo da iniciativa é melhorar as condições sanitárias da região, onde vivem 3 mil índios. Da Agência Fapesp, 21/1/2005..[+]

Lei contra biopirataria é vetada em Manaus

A Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas aprovou nesta terça-feira o veto total do Poder Executivo à Lei da Biodiversidade - que tinha como objetivo combater a biopirataria. A lei demorou um ano e quatro meses para ficar pronta e consumiu R$ 69 mil dos cofres públicos. O governador do Amazonas Eduardo Braga alegou que estava vetando o projeto em função de aspectos inconstitucionais encontrados por técnicos do governo..—.Amazônia.org, 30/12/2004

Em estudo plantas coletadas na expedição ‘Do Amazonas ao Caribe’

Especialistas cubanos estudam espécies de plantas aparentemente novas para a ciência, coletadas durante a expedição “De canoa do Amazonas ao Caribe”, o projeto científico mais integrador do século xx para latino-americanos e caribenhos.—.Adital, 26/11/2004

A pesca ilegal e predatória continua em terra indígena no rio Purus

As comunidades indígenas Terra Nova, Vila Nova, Santa Rita, Bacuri e São Francisco, localizadas na terra indígena Itixi Mitari, na margem esquerda do rio Purus, na região dos municípios de Tapauá, Beruri e Anori, no Amazonas, estão denunciando a pesca ilegal e predatória nos rios que cortam suas terras e encaminham o fato à Fundação Nacional do Índio e ao Ministério Público.—.Adital, 25/11/2004

Identidade e Luta Social segundo Ribeirinhos da Amazônia

Ribeirinhos e Ribeirinhas se reúnem até amanhã no XX Encontro de Ribeirinhos e Ribeirinhas do Amazonas e no II Seminário sobre Identidade Ribeirinha para discutir assuntos que envolvem a identidade do interiorano, suas dificuldades e suas formas de luta.—.Adital, 23/11/2004

Assembléia indígena no Rio Negro (AM) elege nova diretoria da Foirn

A Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn) reuniu cerca de 200 pessoas na maloca da sua sede na cidade de S. Gabriel da Cachoeira (AM) entre os dias 28 e 30 de outubro e elegeu a diretoria para o período 2005-2008.—.Instituto Socioambiental, 1/11/2004

Delegacia investiga políticos e empresário em caso de prostituição

Delegacia Especializada de Assistência e Proteção à Criança e ao Adolescente (Deapca), em Manaus, vai indiciar políticos de Brasília e empresário paulista por suposto envolvimento em caso de prostituição de menores.—.Adital, 7/10

Indígenas não recebem atendimento médico em posto de saúde

Entidade indígena denuncia que posto de saúde do município de Atalaia do Norte, no Amazonas, se negou a atender cinco pessoas da etnia kanamari, do Vale do Javari.—.Adital, 29/9

Escolas esperam por inauguração

A situação dos 249 alunos da comunidade Santa Rita Valéria, no projeto de assentamento Vila Amazônia, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Parintins, não é muito diferente da que enfrentam tantos outros estudantes da área rural do Amazonas. O agravante é que, em meio ao desconforto das salas escuras, pequenas e abafadas, os alunos podem avistar, pela janela, um prédio vizinho imponente, de alvenaria, onde há iluminação, ventiladores, computadores e carteiras escolares novinhas. Essa escola – que está fechada – foi construída em julho de 2003 e custou R$ 536.406,54..—.Brasil de Fato, 23/9

Indígenas se reúnem com a Funasa para exigir assistência médica

Os povos indígenas pediram, em reunião feita hoje com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em Porto Velho, que fossem feitos convênios para viabilizar o pagamento dos funcionários dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas que há três meses está atrasado. Essa foi a proposta apresentada para amenizar o problema que afeta mais de 10 mil indígenas da região de Rondônia, Norte do Mato Grosso do Sul e sul do Amazonas, que estão sem nenhuma assistência médica..—.Adital, 23/9

Ministro da Justiça declara seis terras indígenas

O Diário Oficial da União de ontem (22/9) publicou portarias assinadas pelo ministro Marcio Thomaz Bastos declarando de posse permanente indígena três terras no Amazonas, uma em Pernambuco, uma no Pará e uma na Bahia, totalizando 1.230.697 hectares.—.Instituto Socioambiental, 23/9

Entidade questiona construção de termelétrica em Manaus

O Instituto Brasileiro de Defesa dos Direitos e Garantias do Cidadão (Pró-Cidadania) está questionando decisão do Superior Tribunal de Justiça, no Supremo Tribunal Federal. O STJ autorizou a empresa Manaus Energia S.A. a contratar produtores independentes de energia para a construção de usina termelétrica, sem elaborar estudo prévio de impacto ambiental..—.Consultor Jurídico, 21/9

Já somam em 11 o número de indígenas Deni mortos no Amazonas

O atendimento médico no município de Itamarati, no Estado do Amazonas, tem sido comprometido e vem causando mortes aos indígenas Deni do rio Xeruã..—.Adital, 1/9

Ribeirinhos e indígenas criticam gasoduto

Comunidades ribeirinhas e populações indígenas estão insatisfeitas com a forma como foi elaborado e apresentado o projeto de construção de um gasoduto da Petrobras, ligando a bacia de Urucu, no município de Coari (a 370 quilômetros da capital) a Manaus (AM). O gasoduto terá 397 quilômetros, cortando florestas, rios, lagos e vilarejos de oito cidades, para levar gás natural e veicular a Manaus..—.Brasil de Fato, 19/8

Indígenas do Vale do Javari (AM) pedem socorro

O Centro de Trabalho Indigenista (CTI) iniciou hoje (13/8) um movimento para alertar a comitiva da ONU que estará no Brasil no próximo dia 17 e chamar a atenção da sociedade em relação à grave situação de saúde dos índios Marubo, Mayoruna, Kanamari, Kulina e Matis, infectados por hepatites B e D, e sem assistência médica..[+]

Alunos indígenas desenvolvem pesquisas nas aldeias

Estudantes indígenas de cerca de 30 comunidades do município de São Gabriel da Cachoeira, região do Alto Rio Negro, no Amazonas, estão usando os conhecimentos adquiridos na escola para fazer projetos e desenvolver pesquisas em diferentes áreas da atividade econômica de interesse de suas aldeias..—.MEC, 18/06

Janelas para a Biodiversidade no Parque Nacional do Jaú

O livro Janelas para a Biodiversidade no Parque Nacional do Jaú, lançado pela Fundação Vitória Amazônica, relata a experiência de um projeto que teve como objetivo desenvolver uma estratégia para inventariar e monitorar a biodiversidade e o uso dos recursos naturais pelos residentes do Parque Nacional do Jaú, no Rio Negro (AM). O livro reúne contribuições de 31 pesquisadores das áreas biológicas e sociais e contém 17 capítulos ilustrados e divididos em quatro seções: definindo a metodologia, pesquisas sociais, inventários biológicos, uso de recursos e avaliação.—.Notícias GTA, 16/6

A zona franca verde indígena e o etnodesenvolvimento no Amazonas

Em artigo, o presidente da Federação Estadual dos Povos Indígenas (Fepi), Bonifácio Baniwa, e o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Virgilio Vianna, descrevem a agenda de projetos e de ações práticas que pretendem desenvolver junto aos povos indígenas no estado.—.Notícias Socioambientais, 27/4/2004

Jovens da periferia de Manaus trocam armas por solidariedade.[18/11/2003]

Programa de alfabetização já tem 40 mil matriculados no interior do Amazonas

O governador do Amazonas, Eduardo Braga (PPS), conversou com o ministro da Educação, Cristovam Buarque, sobre o programa de alfabetização do estado. Segundo Eduardo Braga, a bolsa de alfabetização teve um problema em relação aos recursos financeiros, "mas o ministério está viabilizando". "No Amazonas já foram matriculadas 40 mil pessoas para o projeto no interior do Estado", disse Eduardo Braga. De acordo com o Governador, o MEC vai repassar R$ 30 por pessoa, e o treinamento dos professores ficará por conta do estado. Em sete meses foram treinados 7 500 profissionais. As informações são da Agência Brasil em 8/5/2003.

Conscientização ambiental em Manaus

Está sendo realizado em Manaus o Projeto Reciclagem, atividade permanente da Creche Bebê e Companhia. O projeto é executado há cinco anos e envolve crianças até a 4ª série. Além da coleta mensal de papel para o projeto, a creche também trabalha na questão da conscientização ambiental, mostrando aos alunos a importância da reciclagem e como ela contribui para evitar a derrubada de árvores. Os professores da creche, semanalmente, fazem um planejamento para o tratamento do assunto junto aos alunos. As atividades incluem conversa informal, uso de meios gráficos, como transparências, e lazer. (31/3/2003)

Barco-hospital vai levar atendimento médico ao Rio Amazonas

10 de fevereiro, 2003. Cerca de dois milhões de habitantes de comunidades localizadas às margens do Rio Amazonas serão beneficiados com a construção de um barco-hospital, orçado em R$ 1 milhão. O projeto é idealizado pela Organização Não-Governamental Amazonas Visão, uma entidade civil sem fins lucrativos fundada em setembro de 2002, que tem como finalidade melhorar a qualidade de vida na Amazônia. Leia mais

Morre no Amazonas o escritor Gebes Monteiro

3 de fevereiro de 2003. A história cultural e turística do Amazonas perdeu na noite de sábado um personagem que exerceu um papel fundamental no Estado. O escritor e acadêmico da Academia Amazonense de Letras, Gebes Medeiros, 87 anos, faleceu por volta das 22h40, vítima de um infarto de miocárdio. O corpo foi velado ontem no prédio da Academia, localizado na rua Ramos Ferreira, Centro, e reuniu autoridades jurídicas e personalidades da cultura e turismo amazonenses que prestaram homenagem ao ilustre escritor. Gebes Medeiros foi enterrado levando ao peito o livro "Linha do Equador", editado em 1984 e que seria relançado este ano pela Secretaria de Estado da Cultura.

Governo promete despoluir os igarapés de Manaus

27 de janeiro de 2003. A despoluição dos igarapés de Manaus deve se tornar realidade nos próximos cinco anos. Basta que o governo Eduardo Braga (PPS) cumpra a meta de realizar esse ambicioso projeto, orçado em US$ 500 milhões. Leia mais
 
 
 
 

Consciência.Net
• Cidades
• Amazônia
• Corrupção em AM
• Municípios do Amazonas