Curitiba 2006...Biodiversidade
www.consciencia.net/curitiba2006
.
curitiba 2006
COP8 termina com mudanças e desafios

Ministra Marina Silva, em última coletiva à imprensa na tarde desta sexta (31/3) rebate antecipadamente possíveis críticas sobre as (in)decisões da Convenção sobre a Biodiversidade. COP 2006 teve a maior cobertura jornalística de toda a Convenção. Para as seguintes, lembraremos da urgência na qual o planeta se encontra. Da redação Consciência.Net, abril de 2006..[+]

curitiba 2006
Marina Silva fala sobre a responsabilidade da CDB

Marina Silva durante coletiva sobre abertura da COP 8. Foto: Jefferson Rudy/MMA/20-03-2006Durante a abertura da reunião de Alto Nível da COP-8, no último domingo (26/3), a Ministra do Meio Ambiente e presidente da COP pelos próximos dois anos fala sobre a responsabilidade do Brasil com relação à Biodiversidade. Por Paula Batista, de Curitiba, Revista Consciência.Net, 28/3/2006..[+]

MEIO AMBIENTE # 02/04/2006
Mostra denuncia destruição do Cerrado

A Rede Cerrado, em parceria com a Fundação CEBRAC / Articulação Soja-Brasil, mostrou aos visitantes da Convenção da Biodiversidade em Curitiba a devastação do Cerrado que vem ocorrendo nas últimas décadas, em um piso coberto por soja e sacos contendo carvão vegetal de espécies nativas..[+]

crônica
Mudos

Muitos são os anéis que seus aniversários desenharam em seu tronco. Estas árvores, estes gigantes cheios de anos, levam séculos cravados no fundo da terra, e não podem fugir. Indefesos diante das serras elétricas, rangem e caem. Em cada derrubada o mundo vem abaixo; e a passarada fica sem casa. (...) Por Eduardo Galeano, abril de 2006..[+]

curitiba 2006
O Objetivo de confundir

Editoriais como o da Folha de São Paulo de hoje (27/3/2006) podem confundir mais do que esclarecer seus leitores. Sob o título "Confusão de Objetivos", coloca a questão do uso da tecnologia Terminator em sementes transgênicas apenas como questão ambiental (...) Da Revista Consciência.Net, março de 2006..[+]

'terminator'
Começa a discussão oficial sobre as sementes suicidas

Grupo de Trabalho iniciou uma rápida discussão sobre as sementes suicidas e decidiu manter a proibição de fazer plantações, comerciais ou experimentais, de plantas que utilizem tecnologias genéticas de restrição e uso, as GURTs. Segundo Benedikt Haerlin, da campanha de Engenharia Genética do Greenpeace Internacional, os Terminators são uma arma de destruição em massa que estará nas mãos das grandes empresas de biotecnologia para destruir a soberania alimentar do povo brasileiro. Por Paula Batista e Clarissa Taguchi, para a Revista Consciência.Net, 24/3/2006..[+]

CDB 2006 # 17/03/2006
Visita da Ministra é vista como forma de pressão

A chegada informal de Marina Silva, ontem, na reunião da MOP3, fez com que alguns países especulassem a ação como forma de "pressão" para um acordo consensuado. Por Paula Batista, da Revista Consciência.Net..[+]

entrevista exclusiva
Soberania Alimentar e Direitos Humanos

Enquanto a imprensa esperava em pé pela ministra Marina Silva, na frente do Expotrade, em Curitiba, atrás do centro de exposições, a sociedade civil acompanhava um debate sobre a biossegurança, contaminação genética e soberania alimentar, promovido pelo Fórum Global da Sociedade Civil (FBOMS). Participando da atividade, a advogada Ana Flávia Rocha, da Associação Brasileira pela Nutrição e Direitos Humanos (Abrandh), concedeu entrevista à revista Consciência.Net. Por Paula Batista, de Curitiba, março de 2006..[+]

povos indígenas
“Não queremos representantes, queremos o direito a falar”

Comunidade indígena ganha palavra durante plenária da COP8 sobre acesso e repartição de benefícios. Por Paula Batista, de Curitiba, para a Revista Consciência.Net em março de 2006..[+]

biossegurança
Incoerências entre ministérios

A 3ª Reunião das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP3), realizada na semana anterior à Conferência de Partes da Convenção de Biodiversidade da Onu (COP-8), teve como tema mais polêmico a rotulagem de Organismos Vivos Modificados (OVMs), identificando-os pelos termos ‘contém’ ou ‘pode conter’, na comercialização de produtos transfronteiriços. Posicionamento do Ministério brasileiro do Meio Ambiente discordava de Ministérios da Agricultura e Indústria e Comércio. Clarissa Taguchi e Paula Batista, da redação Consciência.Net, março de 2006..[+]

terminator reprovado
“Hoje as sementes estão em festa”

Grupo de trabalho sobre tecnologias de restrição de uso genético, que debateu as sementes Terminator, decide encerrar as discussões sobre o tema na COP-8, em Curitiba, rejeitando todas as modificações no texto original que atualmente impede testes em campo e comercialização das sementes estéreis. Ativistas, indígenas e camponeses comemoram. Matéria de Verena Glass na Agência Carta Maior, em 24/3/2006.

paraná
Compra de área ambiental por ONG gera protestos

Com recursos internacionais da GM, Chevron Texaco e American Electric Power, ONG SPVS privatizou área de 19 mil hectares do litoral norte do Paraná, em nome da preservação ambiental. Comunidades locais tiveram de deixar propriedade. Segundo diretora da SPVS, intenção é recuperar áreas que serviram de pasto para búfalos, mas organizações como Terra de Direitos e Greenpeace questionam projeto. Matéria de Natália Suzuki na Agência Carta Maior, em 23/3/2006.

especial
Biossegurança, uma participação de todos

Iniciaram ontem as discussões relativas ao MOP-3 que trata sobre a Biossegurança, o Protocolo de Cartagena. Um dos temas mais polêmicos, como também um dos mais importantes assuntos a ser discutido durante as atividades da Conferência sobre Biodiversidade que acontece na semana que vem. Da Revista Consciência.Net, de Curitiba, 14/3/2006..[+]

especial
O Biorrisco da tecnologias Traitor e Terminator

Desde 1994 os transgênicos apareceram à venda nas prateleiras de supermercado dos EUA. Introduzidos em nossa alimentação sem consulta prévia, ou estudos que verifiquem seus potenciais riscos a médio e longo prazo, convivemos com tecnologias cada vez mais avançadas e que hoje não se restrigem a substâncias químicas e artefatos mecânicos. A tecnologia de hoje utiliza seres vivos como matéria prima e instrumento. A questão é: em prol de quem eles estão sendo criados? Leia nesta reportagem especial da Revista Consciência.Net, março de 2006..[+]

atingidos por barragens
MAB quer população urbana na luta por mudanças no modelo energético

Em encontro nacional em Curitiba, o Movimento dos Atingidos por Barragens traça estratégia de nova frente contra modelo que subsidia energia para grandes empresas e quer contar com apoio da população urbana. O movimento também pretende se fortalecer em todo o país com adesão massiva de atingidos. Matéria de Verena Glass na Agência Carta Maior, em 16/3/2006.

pilhagem biológica
Bayer, Syngenta - Las multinacionales extraen recursos biológicos de África sin devolver los beneficios

Decenas de multinacionales biotecnológicas y farmacéuticas occidentales se están haciendo ilegalmente con recursos biológicos de África para desarrollar en sus laboratorios productos muy lucrativos cuyos beneficios no revierten en sus países de origen, violando con ello la Convención sobre Biodiversidad de la ONU, según denuncia un informe conjunto estadounidense y sudafricano publicado por el diario londinense 'The Independent' y con tradución en español por EcoPortal (mar/20006)..[+]

biodiversidade
Patrimônio genético gera divergência de posições no governo

Ruralistas acusam ambientalistas de dificultar as pesquisas de desenvolvimento tecnológico para controlar a concessão de licenças da chamada bioprospecção na agricultura e alimentação. "Eles querem dar o troco porque foram derrotados na aprovação da Lei de Biossegurança", acusa o recém-eleito presidente da Comissão da Agricultura da Câmara, Abelardo Lupion (PFL-PR). A briga de bastidores entre os ministérios ferve. Pressionado por ONGs e movimentos ambientalistas, o Ministério do Meio Ambiente corre para anunciar os termos do projeto de lei até o fim da reunião sobre a Convenção da Diversidade Biológica, que começa nesta segunda-feira, em Curitiba. Matéria no Valor Econômico do dia 10/3/2006.

eat it up
GM soybean: Latin America's new colonizer

In Latin America, the frontiers to soybean production are being pushed back aggressively in all directions at a breathtaking rate. Driven by export pressures and supported by government incentives, soybean fields are taking over forests and savannah in an unprecedented manner. The implications of the monoculture model and its supporting machinery for the environment, farmers and communities are discussed in this article made by two very known agroecologists, Miguel Altieri and Walter Pengue. (mar/2006)

biorrisco
Primeiro relatório global sobre contaminação transgênica revela casos de disseminação de OGMs proibidos no mundo

O Relatório sobre Registro de Contaminação Transgênica, organizado pelo Greenpeace e pela organização GeneWatch, do Reino Unido, narra 113 casos de contaminação transgênica que aconteceram nos últimos 10 anos em 39 países. Segundo o relatório, o número de países afetados é o dobro daqueles que permitem oficialmente o cultivo de transgênicos. Só em 2005 foram registradas ocorrências em 11 países, incluindo alguns que supostamente possuem um sistema de controle rígido, como o Reino Unido. Divulgado em 8/3/2006. Leia o relatório completo aqui.

biossegurança
Brasil ruma dividido em encontro à ONU

Além dos embates Norte-Sul, tradicionais nesse tipo de encontro, há um impasse também dentro do governo brasileiro, um setor com posições conservacionistas e outro interessado em exportar transgênicos. A frase polêmica está no artigo 18A do texto do Protocolo de Cartagena. Os membros do acordo se reunirão em Curitiba para resolver se o texto dirá que determinada carga "contém" ou "pode conter" transgênicos. "Defender os transgênicos na MOP-3 seria uma punhalada nos países em desenvolvimento", diz Marcelo Furtado, coordenador de campanhas do Greenpeace no Brasil. "O Brasil pode virar o país que enterrou o protocolo de biossegurança", continua. Matéria da Folha de S. Paulo em 4/3/2006.

cop
Fórum Global da Sociedade Civil durante a MOP3 e a COP8

Já está no ar a programação do Fórum Global da Sociedade Civil que ocorrerá durante a MOP3 e a COP8, do dia 13 a 31 de março em Curitiba (PR). O espaço estará localizado na área externa do Expotrade - local onde será realizado o evento oficial. O Fórum Global da Sociedade Civil pretende ser um espaço para que as organizações de sociedade civil brasileiras e de outros países possam trocar experiências, debater e afirmar posições comuns em relação aos temas da atualidade da biodiversidade. A programação incluirá a realização de debates, seminários e reuniões que estão sendo construídos pelos diversos Grupos de Trabalho temáticos do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (FBOMS), assim como outras redes brasileiras e entidades e redes internacionais parceiras. A programação completa está aqui. Sugestões para outras atividades e para nomes de palestrantes podem ser enviadas para: coordenacao@fboms.org.br

biorrisco
Ibama busca responsabilidade da Monsanto em transgênicos próximo ao Parque Nacional do Iguaçu

O gerente executivo do Ibama no Paraná, Marino Gonçalves, esclarece alguns pontos sobre a nota distribuída à imprensa pela multinacional Monsanto, dia 24, questionando a competência do instituto para fiscalizar sementes transgênicas na operação Parque Livre, o que resultou no embargo de 13 lavouras com soja geneticamente modificada situadas no entorno do Parque Nacional do Iguaçu. "Cabe também ao Ibama fiscalizar essas áreas, pois estão em local de preservação e fará fazer valer a lei e o respeito à legislação do Brasil", informou. Matéria divulgada no portal EcoDebate, em 1/3/2006.

exclusivo
Repartindo o pão da ‘Repartição de Benefícios’

Qualquer decisão relacionada à Biodiversidade é de extrema importância para as comunidades locais e indígenas de todas as partes do planeta. São elas que mais rapidamente sentem as mudanças provocadas por acordos, normas e recomendações definidas em âmbito internacional sobre o uso de recursos naturais, já que são elas as que dependem diretamente da Biodiversidade. Reportagem especial de Clarissa Taguchi e Paula Batista, da redação Consciência.Net, 24/2/2006..[+]

Terminator
Seeds of dispute

Tensions between Monsanto and Argentina are escalating as the US biotech company steps up its efforts to win back control over booming Latin American soy production. Brazil and Argentina are, after the US, the two largest soy producers in the world. Brazilian farmers planted 9.4m hectares of GM soy last year, an increase of 88% on 2004. (...) Following industry lobbying, the UN Convention on Biological Diversity is due to consider case-by-case testing of terminator technologies in its annual meeting in Brazil on March 20. Published at The Guardian date February 22,2006.

Monsanto se compromete a não utilizar a tecnologia Terminator


especial
Por que o mundo estará em Curitiba em março?

Na COP8 e MOP3, 188 países membros da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) estarão reunidos aos principais órgãos internacionais, centros acadêmicos, ONG's, representantes de comunidades tradicionais, indígenas, o setor privado e outros, discutindo, negociando e decidindo sobre como as nações deverão agir em relação às suas espécies vivas (Biodiversidade) nos próximos anos. Da redação, fevereiro de 2006..[+]

posição
Movimentos divulgam Carta de Curitiba para a COP 8

Frente ao avanço de formas insustentáveis de exploração, uso e mercantilização da biodiversidade e dos conhecimentos tradicionais, nós, movimentos sociais e ONGs brasileiras nos reunimos em 7 e 8 de fevereiro de 2006, na cidade de Curitiba, para discutir O que está em jogo na MOP 3 e COP 8. Com fundamento nas discussões realizadas foi possível chegar às seguintes conclusões que nortearão nossas atividades durante a o Encontro de Partes do Protocolo de Cartagena e a Conferência de Partes da Convenção de Biodiversidade (...) Leia na página do Grupo de Trabalho Amazônico (GTA).

rumo à MOP-3
Ministério da Agricultura eleva tensão entre governo e movimentos sociais

Representante da cúpula do ministério afirmou à imprensa que Brasil e EUA chegaram a um acordo e que o governo norte-americano - que nunca assinou o Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança - iria apoiar durante a MOP-3, encontro internacional marcado para março, em Curitiba, a proposta brasileira de que os carregamentos de sementes geneticamente modificadas sejam identificados com a expressão “pode conter” transgênicos, ao invés de “contém” transgênicos. Matéria de Maurício Thuswohl na Agência Carta Maior, em 9/2/2006.

participação
Ministério do Meio Ambiente diz que sociedade civil terá voz

Informações preliminares são de interesse especial para as organizações brasileiras, avalia Tony Gross, assessor especial do Ministério do Meio Ambiente (MMA). A primeira é que, como anfitrião da COP-8, o Brasil assume a presidência da COP pelos próximos dois anos. A segunda informação, que em parte não vem de Gross, é que o país está vivendo um conflito interno entre setores ligados ao agronegócio e grandes empresas multinacionais, de um lado, e setores ambientalistas e socioambientalistas do outro... a sociedade civil pode participar, mesmo sem garantias sobre o papel que poderá desempenhar e o respeito a seus posicionamentos por parte da oficialidade. Por Verena Glass, da Agência Carta Maior, em 8/2/2006.

rumo à MOP-3 / CPO-8
Movimentos sociais e ambientalistas temem postura do governo brasileiro

Às vésperas do 3º Encontro das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP-3) e da 8ª Conferência das Partes da CDB (COP-8), que acontecem em março, em Curitiba, ativistas avaliam que discurso do governo brasileiro é dúbio. Matéria de Maurício Thuswohl na Agência Carta Maior, em 7/2/2006.

biodiversidade
Propriedade Intelectual e os Povos Indígenas

A impressão que temos é que as negociações sobre o Regime Internacional sobre Acesso e Repartição dos Benefícios permanecerão em suspenso até a próxima COP, a ser realizada em território Kaingang, em Curitiba (...) Texto de Lucia Fernanda Jofej - Kaingang, Diretora Executiva do Instituto Indígena Brasileiro para a Propriedade Intelectual (INBRAPI) e Coordenadora Técnica dos Povos Indígenas para a COP-8, janeiro de 2006..[+]

rumo à COP-8
Países em desenvolvimento querem acelerar regime internacional

A maioria dos países ricos, no entanto, impede a adoção de um protocolo mais concreto com regras para o acesso aos recursos genéticos provenientes dos conhecimentos tradicionais e para a repartição dos benefícios econômicos e sociais. Direto de Granada, na Espanha, acompanhe a cobertura das reuniões preparatórias para a 8ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica da ONU (COP-8), marcada para Curitiba, em março. Matéria de Mauricio Thuswohl na Agência Carta Maior, em 31/1/2006.

difícil consenso
GT do artigo 8j da CDB alcança consenso mínimo antes da COP-8

Não houve consenso sobre temas como o estabelecimento de um regime internacional de acesso e repartição dos benefícios econômicos provenientes dos conhecimentos tradicionais, a criação de novos mecanismos de participação dos representantes indígenas nos colegiados de discussão da CDB e a adoção de critérios e regras para a aplicação das Gurts, No entanto, alguns indicativos do rumo político que devem tomar as discussões na COP-8 foram traçados num consenso diplomático mínimo. Matéria de Mauricio Thuswohl na Agência Carta Maior, em 30/1/2006.

granada 2006
Divergências sobre Gurts continuam

A mesma divisão mundial de opiniões sobre o uso de Técnicas de Restrição de Uso Genético (Gurts) envolve o Brasil: a posição é de cautela diante das divergências internas que colocam de um lado o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e, de outro, os ministérios da Agricultura e da Ciência e Tecnologia. A polarização, no entanto, tende a diluir-se antes da realização da COP-8, em março, no Brasil. Matéria de Mauricio Thuswohl na Agência Carta Maior, em 26/1/2006.

granada 2006
Proposta do Brasil sobre repartição de benefícios causa polêmica em reunião da CDB

A criação de um sistema internacional de reconhecimento e repartição dos benefícios oriundos dos conhecimentos das populações tradicionais e a adoção de regras definitivas para a aplicação das Tecnologias de Restrição de Uso Genético são duas das questões discutidas em Granada no último encontro que antecipa a 8ª Conferência das Partes da CDB (COP-8), que se realizará no Brasil em março de 2006. Matéria de Mauricio Thuswohl na Agência Carta Maior, em 25/1/2006.

debate aberto
Terminar Terminator

Europa e Canadá conferiram duas novas patentes da tecnologia de sementes estéreis à Delta & Pine Land e ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. O que aconteceria se esses genes que impedem a germinação de sementes se espalharem pelo meio ambiente? Texto de Gabriel Fernandes na Agência Carta Maior, em 11/11/2005.

agenda global
Biossegurança: posição do Brasil preocupa movimentos

Para organizações ambientalistas, governo brasileiro vem cedendo em questões estratégicas de biodiversidade e biossegurança. Em 2006, país será anfitrião de dois importantes encontros internacionais nesta área. Ambientalistas temem novas concessões. Matéria de Maurício Thuswohl na Agência Carta Maior, em 31/10/2005.

transnacionais
Nova investida transgênica da Monsanto: patentear porcos

De acordo com o investigador do Greenpeace, Christoph Then, a empresa tem pedidos de patente não apenas para métodos de procriação de porcos, mas também para os animais genitores e suas crias. Ao fazer um pedido de patente, a empresa se diz inventora de algo e, para o Greenpeace, é isso que a Monsanto está dizendo: “apresentamos nossa nova criação, os porcos”.“A ‘invenção’ principal, aqui, não é nada mais do que uma combinação desses elementos desenhados para acelerar o ciclo de procriação para características selecionadas e, com isso, tornar esses animais mais lucrativos comercialmente”, diz um comunicado do Greenpeace. Do Brasil de Fato, 11/8/2005..[+]

artigo
A evolução do conceito de biodiversidade

Biodiversidade é hoje um dos termos científicos mais conhecidos e divulgados em todo o mundo. Em menos de 15 anos de existência, entrou no vocabulário de uso geral. Deveria, portanto, ser um conceito muito bem estabelecido e definido mas, pelo contrário, não é ainda bem compreendido por muitas pessoas, inclusive por cientistas. Neste texto, quero mostrar como surgiu este conceito e explorar um pouco seu significado. (...) O texto, de Thomas Michael Lewinsohn, foi publicado no ComCiência em junho de 2001.


Ecologia | Panorama Ecológico | Busca no site | Principal..Consciência.Net


Publicidade

.
Clique na imagem
Especial Consciência.Net
.

-----------------------
Em destaque
Dentre os Artigos da CDB que serão discutidos no evento os que mais merecem atenção devido à amplitude de suas decisões são:

Artigo 8Trata da 'Conservação In situ'.
Artigo 10Trata da 'Utilização Sustentável de Componentes da Diversidade Biológica'.
Artigo 15Trata do 'Acesso a Recursos Genéticos' (Utilização Sustentável de Componentes da Diversidade Biológica).

-----------------------
Os encontros
A MOP3 (Reunião de Partes do Protocolo de Cartagena) e a COP8 (Conferência de Partes da Convenção de Biodiversidade) irão reunir representantes de diversos países para descutir, durante 20 dias, a Diversidade Biológica estabelecida, deixando sob a responsabilidade das partes (países que ratificaram a Convenção) o modo de implementar os pontos discutidos na Convenção em seu país.

Estarão presentes 187 Países, a União Européia, ONGs e grupos ativistas tais como indígenas, dentre outros, dando um público estimado de 8.000 pessoas. 

-----------------------
MOP3. Data: 13 a 17 março de 2006; Local: Curitiba, Brasil.

COP8. Data: 20 a 31 março de 2006; Local: Curitiba, Brasil.

-----------------------
Imprensa alternativa
Agência Carta Maior