são paulo
Av. Prestes Maia, 911: última grande ocupação do centro de SP resiste
------------------------------------------
Com informações do Centro de Mídia Independente, 3/2/2006


As 468 famílias que vivem há três anos no número 911 da avenida Prestes Maia, no centro de São Paulo capital, podem ser despejadas. O prédio é a última grande ocupação a resistir à política higienista do prefeito José Serra e ao projeto de "revitalização" – expulsão dos pobres – do centro de São Paulo.

Entre os dias 15 e 21 de fevereiro, o 7º Batalhão de Choque da Polícia Militar de SP pode colocar na rua as 1.630 pessoas que vivem no local. Elas transformaram um depósito de lixo e ponto de tráfico de drogas em moradia. O espaço inclui agora uma biblioteca com mais de 3.500 livros.
 
O imóvel é de propriedade do vereador Jorge Hamuche e de Eduardo Amorim. Além de não possuírem a escritura, os dois deixaram o edifício abandonado por 12 anos e devem R$ 5 milhões em IPTU ao governo municipal.

Os moradores da ocupação Prestes Maia estão em jornada de luta e pedem apoio para negociar com as autoridades. Foi iniciada uma série de manifestações e ações para evitar o despejo e garantir às famílias o atendimento adequado. Informações adicionais e petição online de apoio à iniciativa no Centro de Mídia Independente.
 

------------------------------------------
Assine petição contra o desepejo da Prestes Maia
http://www.petitiononline.com/pmaia911/

São Paulo | Busca no site | Café da Manhã | Principal..Consciência.Net


Publicidade

.