Agrotóxicos provocam morte de 15 trabalhadores no Piauí
Fetag–PI cobra providências do governo. Da redação, 26/10/2005


Quinze trabalhadores rurais morreram na região dos Cerrados Piauienses em decorrência dos agrotóxicos usados no plantio de soja. A denúncia foi feita pela Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Piauí (Fetag –PI) à Delegacia Regional do Trabalho. As mortes foram registradas no período de um ano, outras pessoas 50 apresentaram sintomas de intoxicação.

"As pessoas ficam com o corpo inchado, sem ar e, em decorrência da falta de respiração, falecem", conta o secretário de Política Salarial da FETAG-PI Anfrísio de Moura Neto. Segundo ele, os trabalhadores rurais suspeitam da contaminação de dois rios que cercam os municípios de Ribeiro Gonçalves e Uruçuí. Isso por que, segundo ele, há algum tempo tem ocorrido morte de peixes. 

O secretário da Fetag disse ainda que os agrotóxicos são aplicados por aviões ou máquinas pesadas. “Isso afeta não somente quem trabalha diretamente com o veneno. Temos casos de pessoas que não trabalham com a substância, mas apresentaram os sintomas da intoxicação”, argumenta. Até a água servida aos trabalhadores pode ter resíduos de veneno. "É preciso haver fiscalização nessas áreas e também a comprovação das intoxicações", reivindica.

Fonte: Fetag - PI


Agrotóxicos

Publicidade

.

------------------------------------------
Visite também:
—>.Busca no site
—>.Agência Consciência.Net
—>.Café da Manhã
—>.Cartas
—>.Mapa da revista
—>.Principal

------------------------------------------
Consciência.Net